Domingo, 07 De Agosto De 2022
**PUBLICIDADE
Publicidade

Pela primeira vez, comunidade cigana de Sergipe celebra o dia da sua etnia em evento na Elese


Avatar

Publicado em 25 de maio de 2022
Por Jornal Do Dia Se


A reunião foi realizada na Escola do Legislativo.

Uma data para ficar marcada na história. Nesta terça-feira (24), pela primeira vez a comunidade de ciganos de Sergipe, formada por cerca de 3.700 membros, pôde celebrar sua identidade cultural e expor as suas tradições de forma oficial, em uma atividade de reconhecimento da sua existência enquanto minoria étnica e referendada pela presença de representantes poderes públicos das esferas municipal, estadual e federal.
Foi assim a realização do lançamento da Primeira Coletânea Cultural do Povo Cigano de Sergipe, que aconteceu na Escola do Legislativo (Elese), em Aracaju, como parte das comemorações pelo Dia Estadual da Etnia Cigana em Sergipe, instituído pela Lei nº 8.881/2021, uma iniciativa do deputado estadual Iran Barbosa, do Psol, construída a partir do diálogo com a própria comunidade cigana.
Além do parlamentar, estiveram presentes na atividade a vice-governadora do Estado, Eliane Aquino; o juiz da 3ª Vara do Trabalho, Manoel Andrade Meneses; a professora da Universidade Federal de Sergipe, Tereza Raquel Sena; o secretário de Cultura de Arauá, Marcos Lima; a yalorixá Lígia Borges, da Secretaria Nacional das Religiões de Matriz Africana (REMA); Daiane Santana, coordenadora da Fundação de Cultura e Arte Aperipê de Sergipe (Funcap); e, representando o povo cigano, Mestre Tenório, do Vale do Amanhecer, e Lenilda dos Santos.
Para o deputado Iran Barbosa, o evento cumpriu com o objetivo de contribuir para diminuir o processo de invisibilização do povo cigano, que tem sido, ao longo da história, relegado a uma condição de total invisibilidade por parte do Estado, sendo marcado pela criminalização do seu modo de viver e pela exclusão da sociedade.

**PUBLICIDADE
Publicidade


Capa do dia
Capa do dia



**PUBLICIDADE
Publicidade


**PUBLICIDADE
Publicidade