Sábado, 13 De Agosto De 2022
**PUBLICIDADE
Publicidade

PT terá primeira candidatura coletiva feminina em Sergipe


Avatar

Publicado em 16 de julho de 2022
Por Jornal Do Dia Se


A agenda eleitoral de 2022 tem como um dos desafios centrais a defesa da presença de mulheres nos espaços de decisão de cargos eletivos. Neste cenário, o Partido dos Trabalhadores em Sergipe apresenta a sua primeira pré-candidatura coletiva feminina para a disputa eleitoral na Assembleia Legislativa, o Coletivo de Mulheres Beatriz Nascimento.
O coletivo será lançado neste mês, quando são celebrados os 30 anos do encontro que instituiu o 25 de julho como o Dia Internacional da Mulher Afro-Latina e Caribenha. Também ocorrerá em importante momento de mobilização social realizada pela 10ª edição do Julho das Pretas com o mote “Mulheres Negras no Poder: Construindo o Bem Viver”.
Para além da representatividade política de grupos marginalizados, principalmente mulheres, pessoas negras e LGBTQIA+, o coletivo surge com a proposta de apresentar o projeto político com a participação feminina no poder para uma sociedade com mais equidade e justiça.
A pré-candidatura do Coletivo Beatriz Nascimento surge da discussão política de mulheres negras, quilombolas, militantes do PT e dos movimentos sociais que sonham e que lutam contra o racismo e todas as formas de preconceito. Da mesma forma que sonhou e lutou a intelectual, historiadora, ativista antirracista, professora e poeta aracajuana, Beatriz Nascimento.
Assim, o coletivo é a representação da união de mulheres negras, com deficiência, LGBTQIA+, jovens e que integram diversos movimentos sociais, que se apresentam, como uma alternativa diferente do modelo parlamentar baseado no velho sistema político oligárquico, patriarcal e machista, para disputar uma cadeira na Assembleia Legislativa do Estado de Sergipe.
As mulheres que compõem o Coletivo Beatriz Nascimento são Givalda Maria dos Santos Bento, professora da rede estadual, coordenadora licenciada do MoPS e militante do MNU, Joana Hevelyn Nascimento Oliveira é artista, realizadora audiovisual e secretária de Cultura da JPT-S, Josivania Joaquina dos Santos é professora dos sistemas estadual e municipal de ensino e Marilene Santos é professora da Universidade Federal de Sergipe e pesquisadora da Educação no Campo.

**PUBLICIDADE
Publicidade


Capa do dia
Capa do dia



**PUBLICIDADE
Publicidade


**PUBLICIDADE
Publicidade