Sábado, 06 De Agosto De 2022
**PUBLICIDADE
Publicidade

Ver a Vida: 48% dos pacientes agendados não compareceram às consultas


Avatar

Publicado em 23 de julho de 2022
Por Jornal Do Dia Se


A meta da SMS é zerar a fila em oito meses, por isso iniciou o atendimento, em abril deste ano, numa carreta oftalmológica. Foto: Sergio Silva

Entre abril e maio, a Secretaria da Saúde de Aracaju (SMS) realizou o agendamento de 7.167 consultas para o Ver a Vida, programa idealizado para zerar a fila de atendimentos oftalmológicos na rede municipal de saúde, mas apenas 3.730 aracajuanos compareceram ao atendimento, representando uma taxa de absenteísmo de 48%. No mesmo período, foram marcados 5.080 exames, porém 1.877 pacientes não compareceram no dia da consulta, registrando uma taxa de absenteísmo de mais de 30%.
A secretária municipal da Saúde, Waneska Barboza, destaca que o índice de faltantes é alto, o que acaba prejudicando a diminuição da fila. “O Ver a Vida foi criado porque identificamos que o tempo de espera por um atendimento oftalmológico estava muito longo. Essa situação foi agravada por causa da pandemia. Então o programa foi criado para que conseguíssemos dar agilidade ao atendimento”, relata.
A meta da SMS é zerar a fila em oito meses, por isso iniciou o atendimento, em abril deste ano, numa carreta oftalmológica. Mas se as pessoas continuarem sem comparecer na data agendada, esse prazo precisará ser ampliado, acarretando em mais gastos de verba pública.
“Caso a pessoa não tenha condição de comparecer no dia agendado, é importante que entre em contato com a Secretaria. Assim, podemos fazer o cancelamento, agendando outra pessoa que já está esperando há algum tempo na fila, para que ela possa realizar o procedimento”, orienta a secretária.
Esse contato pode ser feito através do número (79) 99653-2323, de segunda a sexta-feira, das 7h às 14h. Esse canal telefônico foi criado especificamente para atender os pacientes do Ver a Vida, para que possam tirar dúvidas sobre consultas, exames e cirurgias. Também é possível fazer o comunicado de forma presencial na Unidade Básica de Saúde (UBS) onde o procedimento foi agendado.
Mesmo com um índice alto de absentismo, Waneska destaca que o Ver a Vida tem sido extremamente satisfatório, pois a mudança de vida das pessoas que comparecem às consultas é notória. “Temos muitos pacientes que tiveram suas vidas transformadas, voltaram a enxergar bem, retomando suas atividades de forma digna”, pontua a secretária.

**PUBLICIDADE
Publicidade


Capa do dia
Capa do dia



**PUBLICIDADE
Publicidade


**PUBLICIDADE
Publicidade