**PUBLICIDADE
Publicidade

Governo de Sergipe participa de 3ª Conferência Estadual de Cultura


Avatar

Publicado em 23 de novembro de 2023
Por Jornal Do Dia Se


Representantes de instituições e movimentos da sociedade civil que atuam na área, profissionais, fazedores de cultura e instituições públicas estiveram reunidos nesta quarta-feira (22), no Teatro Atheneu para participar da 3ª Conferência Estadual de Cultura. O encontro é de iniciativa do Governo do Estado, através da Fundação de Cultura e Arte Aperipê (Funcap).
Com o tema “Construção Integrada para a Cultura Sergipana: prioridades e desafios”, a conferência tem a intenção fomentar discussões produtivas sobre avanços, ampliação e desenvolvimento das diversas expressões artísticas e políticas culturais do estado, de forma democrática e participativa. De acordo com a presidente da Funcap, Antônia Amorosa, apesar do estado de Sergipe estar na terceira edição do encontro, há avanços que merecem ser considerados. “É um avanço até porque a gente está vivendo um cenário completamente diferente pós-pandemia, pois uniu os setores da cultura da capital e do interior”, disse.
Amorosa completou que conferências têm sido realizadas por todo o estado e que a reunião desta quarta-feira é o grande encontro de ideias e uma preparação para a 4ª Conferência Nacional de Cultura, que vai acontecer em Brasília, em março de 2024. A presidente da Funcap aproveitou para destacar o trabalho de parceria que vem sendo realizado com a produtora cultural sergipana Thiane Araújo, que é coordenadora do Escritório do Ministério da Cultura (MinC) em Sergipe. “A querida Thiane tem sido uma colaboradora, assim como nós também, juntos nós somos mais fortes porque nós amamos a mesma filha: a cultura. Viva a cultura, viva o governo e o artista que faz cultura em Sergipe!”, clamou.
Em seu discurso, Thiane parabenizou o empenho da Funcap para reestruturar a cultura do estado. “Nós estamos juntas, misturadas, para que tudo possa caminhar da forma, como a gente precisa e quer. Tenho certeza que, hoje, será um dia de debates produtivos e eu estou aqui junto com vocês”, se somou.
Sobre o processo de retomada nas ações de cultura no estado, o presidente do Conselho Estadual de Cultura, Igor Albuquerque enfatizou o trabalho que vem sendo desenvolvido ao longo do ano de 2023 e realização de oitivas em vários segmentos culturais de Sergipe. “Tenho certeza que essas oitivas nortearam inclusive a escolha da temática desta Conferência de História e Cultura e dos eixos que vão ser trabalhados. Tenha certeza, isso não é por acaso nem estar somente conectado com a proposta nacional, mas isso é fruto do trabalho e da escuta que a Funcap fez durante todo esse ano dos problemas e das questões que foram levantadas pelos fazedores de cultura”, disse.
Os debates do encontro tiveram como base seis eixos temáticos: Institucionalização, Marcos Legais e Sistema Nacional de Cultura; Democratização do acesso à cultura e Participação Social; Identidade, Patrimônio e Memória; Diversidade Cultural e Transversalidade de Gênero, Raça e Acessibilidade na Política Cultural; Economia Criativa, Trabalho de Renda e Sustentabilidade; Direito às Artes e Linguagens Digitais. Além dos eixos temáticos, serão realizadas rodas de conversa, mesa de avaliação de políticas culturais e dinâmicas participativas e de integração.
Durante a realização da conferência, a assessora da Diretoria de Cultura da Funcap, Grazzy Coutinho fez um balanço das Conferências Municipais. De acordo com ela, dos 75 municípios sergipanos, 69 participaram de conferências municipais e intermunicipais.
“Foi um trabalho árduo, difícil, não foi fácil para os municípios, né? Mas a Funcap, junto com o Escritório do Ministério da Cultura, que está sendo um grande parceiro, e os municípios, nós conseguimos fazer e realizar as primeiras conferências intermunicipais, o que foi de suma importância”, pontuou.

**PUBLICIDADE



Capa do dia
Capa do dia



**PUBLICIDADE


**PUBLICIDADE
Publicidade