Domingo, 26 De Maio De 2024
       
**PUBLICIDADE
Publicidade

Marcelo Martelotte analisa derrota do Sergipe


Avatar

Publicado em 30 de abril de 2024
Por Jornal Do Dia Se


Para o treinador Marcelo Martelotte a estreia do Sergipe no Brasileiro da Série com derrotas não foi uma estreia muito boa. “Estrear com derrota nunca é bom. Mas o time tem condições de melhorar no decorrer da competição”, disse o treinador.
O Sergipe sofreu um gol logo aos quatro minutos, mas conseguiu virar ainda na primeira etapa. Porém, voltou a ficar atrás do placar no segundo tempo. Após o jogo, o técnico Marcelo Martelotte analisou a atuação da equipe e o resultado da primeira rodada.
– Um resultado ruim porque a gente sabe o quanto é importante somar pontos em casa. A gente teve tempos distintos. No primeiro tempo, o time reagiu bem ao gol que sofremos no início, conseguiu a virada e mandamos no jogo. No segundo tempo, voltamos com problemas de encaixe. Fizemos substituições para dar um gás novo e mudar características e acabamos sofrendo dois gols de desatenção. Por mais que a gente consiga fazer algumas avaliações positivas, no geral, ela foi ruim – avaliou.
Martelotte realizou substituições na equipe a partir dos 12 minutos do segundo tempo e explicou qual era a estratégia pretendida com elas.
– Principalmente ganhar força e ganhar velocidade na frente. A gente já sabia que o Gilvan não suportaria os 90 minutos, mas correspondeu enquanto esteve em campo. A maioria das substituições foi feita no sentido de tornar o time mais ofensivo e não conseguiu criar e aproveitar as oportunidades para sair com a vitória – contou.
O treinador também não se mostrou satisfeito com o fato de a defesa alvirrubra ter sido vazada três vezes em um mesmo jogo, algo que ainda não havia acontecido na temporada.
– Me incomoda o fato de termos sofrido três gols porque não tínhamos sofrido mais de um gol nos jogos no estadual – disse.
O Sergipe vem do vice no estadual e o começo com derrota na competição nacional não agradou muito os torcedores. O técnico evitou pedir paciência e espera que a equipe cresça a partir de agora.
– Torcedor e paciência não combinam, ainda mais depois de uma derrota. Não gosto de pedir paciência. Não foi o início que a gente desejava, mas imagino que podemos reagir – afirmou.
O Sergipe volta a campo no próximo sábado, às 15h, contra o Jacuipense, fora de casa.

**PUBLICIDADE



Capa do dia
Capa do dia



**PUBLICIDADE


**PUBLICIDADE