Sábado, 20 De Abril De 2024
       
**PUBLICIDADE
Publicidade

Mulher esfaqueada pelo filho segue no hospital


Avatar

Publicado em 04 de abril de 2024
Por Jornal Do Dia Se


Segue em observação clínica, a mulher que foi esfaqueada na tarde da última terça-feira (02), pelo próprio filho, no município de Nossa Senhora da Glória. Conforme revelado pela Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP/SE), agentes da Polícia Militar foram acionados por testemunhas para atender a ocorrência; ao chegar na residência da vítima, vizinhos informaram que a mulher foi encaminhada às pressas para o hospital regional, onde recebeu os primeiros socorros. Ao acessar as dependências internas do imóvel, os policiais se depararam com o suspeito em posse da arma utilizada no ataque. Após colher depoimentos, os profissionais da Segurança Pública estiveram na unidade hospitalar, onde foram comunicados que a paciente foi acomodada na Ala Vermelha.
O acusado segue à disposição do poder judiciário. Diante da tentativa de feminicídio, ele pode responder judicialmente com base na Lei Maria da Penha – Lei nº 11.340 -, sancionada em 7 de agosto de 2006. Atualmente a pena é de 12 a 30 anos de prisão. Em tramitação no Congresso Nacional, a punição para quem comete este tipo de crime pode ser ampliado para 20 e 40 anos de prisão. Conhecida como pacote do feminicídio, a lei também propõe pena maior para casos de lesão corporal contra mulheres, crimes contra a honra e para o descumprimento de medidas protetivas. O condenado também perde o direito a visitas conjugais.
Uma pesquisa feita pelo Senado mostra que 30% das mulheres brasileiras já sofreram algum tipo de violência doméstica provocada por um homem. Dessas, 76% sofreram violência física. Esta ampliação do período de reclusão social foi aprovada na segunda quinzena de novembro do ano passado. O JORNAL DO DIA enaltece os leitores que a Central de Atendimento à Mulher está disponível para receber denúncias através do número 180. A ligação é gratuita, e o sigilo integral da denúncia é garantido. Nesse número estarão as orientações sobre direitos e serviços para a população feminina em todo o país. Profissionais do Centro Integrado de Operações em Segurança Pública (CIOSP 190), também permanecem à disposição para proceder com a imediata assistência social.

**PUBLICIDADE



Capa do dia
Capa do dia



**PUBLICIDADE


**PUBLICIDADE
Publicidade