A Pós-Graduação Stricto Sensu em Sergipe

Saumínio Nascimento

 

De acordo com a Plataforma Sucu
pira da Coordenação de Aperfeiço
amento de Pessoal de Nível Superior (CAPES), que é a fundação do Ministério da Educação (MEC) que faz a gestão da Pós-Graduação no Brasil, o estado de Sergipe possui atualmente 79 cursos de Pós-Graduação Stricto Sensu, sendo 56 mestrados e 23 doutorados. As instituições de Ensino Superior que oferecem referidos cursos são:
1 -Universidade Federal de Sergipe (UFS) - 50 mestrados e 18 doutorados;
2 - Universidade Tiradentes (UNIT) - 5 mestrados e 5 doutorados;
3 -  Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Sergipe (IFS) - 1 mestrado.
O primeiro curso de mestrado em Sergipe, foi o de Geografia na Universidade Federal de Sergipe e iniciou em 1985; também foi de Geografia o primeiro doutorado oferecido em Sergipe por uma Universidade Sergipana. Assim, foi na Geografia que tivemos pela primeira vez um sergipano concluindo mestrado no próprio estado, bem como foi em Geografia que pela primeira vez um sergipano concluiu doutorado no próprio estado, isto ocorreu no ano de 2005.
Importante destacar que as três Instituições de Ensino Superior que oferecem referidos cursos Stricto Sensu em Sergipe, basicamente não repetem os cursos, os únicos que são comuns à Universidade Federal de Sergipe (UFS) e Universidade Tiradentes (UNIT) são: Biotecnologia (a UFS oferece mestrado e a UNIT mestrado e doutorado); Direito (as duas Universidades oferecem o mestrado em Direito) e; Educação (as Universidades oferecem mestrado e doutorado em Educação). O Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Sergipe (IFS) oferece o curso de Mestrado em Turismo, que não é ofertado pelas outras duas instituições de ensino superior.
O importante ao fazer um curso de mestrado e doutorado é conhecer a sua área de concentração e as respectivas linhas de pesquisa, pois as dissertações e teses serão direcionadas para os estudos em referidas áreas.
O curso de Mestrado em Turismo do IFS tem como área de concentração Gestão de Turismo e duas linhas de pesquisa (Gestão de Destinos Turísticos: Sistemas, Processos e Inovação e Gestão de Turismo de Base Comunitária), foi um curso que teve início em 2016, atualmente é um curso que oferece 12 vagas no seu processo seletivo.
Os cursos de Mestrado em Direito da UFS e da UNIT por exemplo, possuem áreas de concentração diferentes: O Mestrado em Direito da UFS tem como Área de Concentração Constitucionalização do Direito e o Mestrado em Direito da UNIT tem como área de concentração Direitos Humanos.
As linhas de pesquisa do Mestrado em Direito da UFS são: Processo de Constitucionalização dos Direito e Cidadania: aspectos teóricos e metodológicos e Eficácia dos Direitos Fundamentais e seus Reflexos nas Relações sociais e empresariais. A UFS oferece 26 vagas, sendo 3 exclusivas para professores de instituições superior conveniadas e 23 com ampla concorrência.
As linhas de pesquisa do Mestrado em Direito da UNIT são: Direitos Humanos na Sociedade e Direitos Humanos, Novas Tecnologias e Desenvolvimento Sustentável. A UNIT oferece 30 vagas de ampla concorrência.
Cabe ressaltar a importância do papel das três Instituições de Ensino Superior Sergipanas (UFS, UNIT e IFS) que têm buscado ampliar o quantitativo de cursos, o quantitativo de vagas, a qualidade dos cursos e a flexibilidade de ampliar o acesso para a sociedade, especialmente a local, o que propicia ascender em sua formação seja acadêmica ou profissional.
Também é importante destacar o papel da Fundação de Apoio à Pesquisa e à Inovação Tecnológica do Estado de Sergipe (FAPITEC-SE) que é integrante da Administração Estadual Indireta e que através de suas bolsas tem propiciado a manutenção de muitos estudantes da Pós-Graduação Stricto Sensu de Sergipe.
O número de profissionais com titulação de Mestrado e Doutorado em Sergipe ainda é muito pequeno, considerando-se as atividades de pesquisa e ensino, Sergipe tem 1.263 doutores com currículos cadastrados na Plataforma do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq)  e 894 mestres com currículos cadastrados na Plataforma do CNPq.  No Brasil e no Nordeste os números são os seguintes: Brasil 132.631 Doutores, no Nordeste são 24.432, o estado de Sergipe tem 5,16% dos Doutores do Nordeste; com relação aos mestres o Brasil consta com 82.818 Mestres e o Nordeste com 16.959, sendo que Sergipe tem 5,27% dos Mestres do Nordeste.
Nas atividades administrativas, técnicas e outras, Sergipe tem 553 doutores, assim, o número total de doutores cadastrados no CNPq em Sergipe é de 1.816. Nestas mesmas atividades administrativas, técnicas e outras, Sergipe tem 2.830 mestres, com isso o número total de mestres cadastrados no CNPq em Sergipe é de 3.724. Nestas atividades, o Brasil possui 85.931 Doutores e o Nordeste 12.222 Doutores, Sergipe detêm 4,52% dos Doutores nestas atividades. No Mestrado, o Brasil possui 281.922 Mestres e o Nordeste 52.921 Mestres, Sergipe detêm 5,34% dos Mestres do Nordeste nestas áreas.
Assim, somando-se os Mestres e Doutores nas duas atividades (acadêmicas e administrativas) temos em Sergipe com cadastro na Plataforma Lattes do CNPq 5.540 profissionais (1.816 Doutores e 3.724 Mestres), o que equivale 0,24% da população sergipana, portanto ainda temos muito a avançar na formação de profissionais com Mestrado e Doutorado no estado de Sergipe.

De acordo com a Plataforma Sucu pira da Coordenação de Aperfeiço amento de Pessoal de Nível Superior (CAPES), que é a fundação do Ministério da Educação (MEC) que faz a gestão da Pós-Graduação no Brasil, o estado de Sergipe possui atualmente 79 cursos de Pós-Graduação Stricto Sensu, sendo 56 mestrados e 23 doutorados. As instituições de Ensino Superior que oferecem referidos cursos são:
1 -Universidade Federal de Sergipe (UFS) - 50 mestrados e 18 doutorados;
2 - Universidade Tiradentes (UNIT) - 5 mestrados e 5 doutorados;
3 -  Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Sergipe (IFS) - 1 mestrado.
O primeiro curso de mestrado em Sergipe, foi o de Geografia na Universidade Federal de Sergipe e iniciou em 1985; também foi de Geografia o primeiro doutorado oferecido em Sergipe por uma Universidade Sergipana. Assim, foi na Geografia que tivemos pela primeira vez um sergipano concluindo mestrado no próprio estado, bem como foi em Geografia que pela primeira vez um sergipano concluiu doutorado no próprio estado, isto ocorreu no ano de 2005.
Importante destacar que as três Instituições de Ensino Superior que oferecem referidos cursos Stricto Sensu em Sergipe, basicamente não repetem os cursos, os únicos que são comuns à Universidade Federal de Sergipe (UFS) e Universidade Tiradentes (UNIT) são: Biotecnologia (a UFS oferece mestrado e a UNIT mestrado e doutorado); Direito (as duas Universidades oferecem o mestrado em Direito) e; Educação (as Universidades oferecem mestrado e doutorado em Educação). O Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Sergipe (IFS) oferece o curso de Mestrado em Turismo, que não é ofertado pelas outras duas instituições de ensino superior.
O importante ao fazer um curso de mestrado e doutorado é conhecer a sua área de concentração e as respectivas linhas de pesquisa, pois as dissertações e teses serão direcionadas para os estudos em referidas áreas.
O curso de Mestrado em Turismo do IFS tem como área de concentração Gestão de Turismo e duas linhas de pesquisa (Gestão de Destinos Turísticos: Sistemas, Processos e Inovação e Gestão de Turismo de Base Comunitária), foi um curso que teve início em 2016, atualmente é um curso que oferece 12 vagas no seu processo seletivo.
Os cursos de Mestrado em Direito da UFS e da UNIT por exemplo, possuem áreas de concentração diferentes: O Mestrado em Direito da UFS tem como Área de Concentração Constitucionalização do Direito e o Mestrado em Direito da UNIT tem como área de concentração Direitos Humanos.
As linhas de pesquisa do Mestrado em Direito da UFS são: Processo de Constitucionalização dos Direito e Cidadania: aspectos teóricos e metodológicos e Eficácia dos Direitos Fundamentais e seus Reflexos nas Relações sociais e empresariais. A UFS oferece 26 vagas, sendo 3 exclusivas para professores de instituições superior conveniadas e 23 com ampla concorrência.
As linhas de pesquisa do Mestrado em Direito da UNIT são: Direitos Humanos na Sociedade e Direitos Humanos, Novas Tecnologias e Desenvolvimento Sustentável. A UNIT oferece 30 vagas de ampla concorrência.
Cabe ressaltar a importância do papel das três Instituições de Ensino Superior Sergipanas (UFS, UNIT e IFS) que têm buscado ampliar o quantitativo de cursos, o quantitativo de vagas, a qualidade dos cursos e a flexibilidade de ampliar o acesso para a sociedade, especialmente a local, o que propicia ascender em sua formação seja acadêmica ou profissional.
Também é importante destacar o papel da Fundação de Apoio à Pesquisa e à Inovação Tecnológica do Estado de Sergipe (FAPITEC-SE) que é integrante da Administração Estadual Indireta e que através de suas bolsas tem propiciado a manutenção de muitos estudantes da Pós-Graduação Stricto Sensu de Sergipe.
O número de profissionais com titulação de Mestrado e Doutorado em Sergipe ainda é muito pequeno, considerando-se as atividades de pesquisa e ensino, Sergipe tem 1.263 doutores com currículos cadastrados na Plataforma do Conselho Nacional de Desenvolvimento Científico e Tecnológico (CNPq)  e 894 mestres com currículos cadastrados na Plataforma do CNPq.  No Brasil e no Nordeste os números são os seguintes: Brasil 132.631 Doutores, no Nordeste são 24.432, o estado de Sergipe tem 5,16% dos Doutores do Nordeste; com relação aos mestres o Brasil consta com 82.818 Mestres e o Nordeste com 16.959, sendo que Sergipe tem 5,27% dos Mestres do Nordeste.
Nas atividades administrativas, técnicas e outras, Sergipe tem 553 doutores, assim, o número total de doutores cadastrados no CNPq em Sergipe é de 1.816. Nestas mesmas atividades administrativas, técnicas e outras, Sergipe tem 2.830 mestres, com isso o número total de mestres cadastrados no CNPq em Sergipe é de 3.724. Nestas atividades, o Brasil possui 85.931 Doutores e o Nordeste 12.222 Doutores, Sergipe detêm 4,52% dos Doutores nestas atividades. No Mestrado, o Brasil possui 281.922 Mestres e o Nordeste 52.921 Mestres, Sergipe detêm 5,34% dos Mestres do Nordeste nestas áreas.
Assim, somando-se os Mestres e Doutores nas duas atividades (acadêmicas e administrativas) temos em Sergipe com cadastro na Plataforma Lattes do CNPq 5.540 profissionais (1.816 Doutores e 3.724 Mestres), o que equivale 0,24% da população sergipana, portanto ainda temos muito a avançar na formação de profissionais com Mestrado e Doutorado no estado de Sergipe.

 


COMPARTILHAR NAS REDES SOCIAIS