A importância da CHESF para Sergipe

Saumínio Nascimento

 

Irei abordar a importância de uma das 
principais companhias de energia do nos-
so país para o Estado de Sergipe, falarei da Companhia Hidro Elétrica do São Francisco - CHESF que tem 72 anos de história, sendo uma sociedade anônima de aberto e economia mista subsidiária da Eletrobras. A Companhia é sediada em Recife, Pernambuco, mas em Sergipe tem endereço na Rodovia BR 235 Km 10 em Nossa Senhora do Socorro.
A importância da CHESF para Sergipe teve um fortalecimento com a implantação da Usina de Xingó, destacando-se que o aproveitamento hidrelétrico de Xingó está localizado entre os estados de Alagoas e Sergipe, situando-se a 12 km do município de Piranhas/AL e a 6 km do município de Canindé do São Francisco/SE., ou seja, a usina de Xingó é muito mais próxima de um município sergipano e gera renda para referido município.
Sobre a Usina de Xingó, conforme dados coletados em relatórios e site da CHESF tempse que ela está instalada no São Francisco, principal rio da região nordestina, com área de drenagem de 609.386 km2 , bacia hidrográfica da ordem de 630.000 km2, com extensão de 3.200 km, desde sua nascente na Serra da Canastra em Minas Gerais, até sua foz em Piaçabuçu/AL e Brejo Grande/SE. 
Registre-se que a Usina de Xingó está posicionada com relação ao São Francisco a cerca de 65 km à jusante do Complexo de Paulo Afonso, constituindo-se o seu reservatório, face as condições naturais de localização num canyon, numa fonte de turismo na região através da navegação no trecho entre Paulo Afonso e Xingó, além de prestar-se ao desenvolvimento de projetos de irrigação e ao abastecimento d'água para a cidade de Canindé/SE. 
Conforme dados da CHESF, compreendem o represamento de Xingó as seguintes estruturas: barragem de enrocamento com face de concreto a montante com cerca de 140 m de altura máxima; na margem esquerda (AL) situa-se o vertedouro de superfície do tipo encosta com duas calhas e 12 comportas do tipo segmento com capacidade de descarga de 33.000 m3/s; na margem direita (SE) estão localizados os muros, tomada d'água, condutos forçados expostos, casa de força do tipo semi-abrigada, canal de restituição e diques de seção mista terra-enrocamento, totalizando o comprimento da crista em 3.623,00 m. A usina geradora é composta por 6 unidades com 527.000 kW de potência nominal unitária, totalizando 3.162.000 kW de potência instalada, havendo previsão para mais quatro unidades idênticas numa segunda etapa. 
Segundo a CHESF a energia gerada é transmitida por uma subestação elevadora com 18 transformadores monofásicos de 185 MVA cada um que elevam a tensão de 18 kV para 500 kV.
Sobre ações recentes da CHESF em Sergipe, reproduzirei adiante duas matérias que apontam a atuação da companhia no nosso estado.
No início do ano de 2019 foi informado que com investimentos de aproximadamente R$ 34 milhões, a Companhia Hidro Elétrica do São Francisco (Chesf) concluiu e disponibilizou para operação comercial, no dia 17 de fevereiro daquele ano, as Linhas de Transmissão 230 kV Jardim/Nossa Senhora do Socorro C2 e o novo trecho de Linha 230 kV Nossa Senhora do Socorro/Penedo, com extensões de 1,0 km e 2,5 km, respectivamente.
Também energizou a nova Subestação Nossa Senhora do Socorro (230/69 kV - 300 MVA); e concluiu as melhorias nas Subestações Penedo (AL) e Jardim (SE), para adequações à conexão desta nova e importante Subestação ao Sistema Interligado Nacional (SIN). Assim, com o objeto do Contrato de Concessão da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) nº 005/2012, esse empreendimento possibilita melhorar o atendimento ao suprimento de energia elétrica à Região Metropolitana de Aracaju (SE), evitando a superação da capacidade de transformação da SE Jardim (Chesf).
Já neste ano de 2020, uma matéria apresenta uma ação social da CHESF em Sergipe, através do plantio de 20 mil mudas em Sergipe. E isto ocorre porque existia uma necessidade de atendimento à condicionante da Licença de Operação emitida pelo Ibama, em 2017, referente ao Licenciamento Ambiental da Linha de Transmissão 230 kV Nossa Senhora do Socorro/Penedo C1, com extensão de 110 KM, e por conta disso a Companhia Hidro Elétrica do São Francisco (Chesf) executou o Projeto de Revegetação da Unidade de Conservação Refúgio de Vida Silvestre Mata do Junco, localizada no município de Capela, em Sergipe.
Na época a reportagem afirmava que conforme,  Tiago Feitosa, engenheiro agrônomo do Departamento de Meio Ambiente para Exploração (DEPO), a Chesf já tinha concluindo a primeira fase do Projeto de Revegetação (Implantação e Manutenção das Mudas), iniciado em 2016, com o plantio de 20 mil espécies da Mata Atlântica, numa área de 10 hectares (cem mil metros quadrados). E que eles estavam trabalhando na segunda e última fase, de Monitoramento e Manutenção, que será finalizada em dezembro do próximo ano, ou seja 2021.
Segundo a reportagem, o trabalho da CHESF contemplou várias espécies da flora inseridas no Plano de Manejo, a exemplo de Amescla, Canafístula, Ipê Amarelo, Ipê Rôxo, Jatobá, Murici, Oitizeiro, Pau-ferro, Pau-pombo, Tamboril, entre outras.
Destaque-se que conforme o material que foi publicado na época, além da recuperação do bioma, outras atividades relacionadas ao Meio Ambiente deverão ser desenvolvidas futuramente na Unidade de Conservação, como o desenvolvimento de projetos ligados à Educação Ambiental, nas comunidades e escolas no entorno do Refúgio Mata do Junco.
Pelo que foi exposto fica evidenciado como a CHESF é importante para Sergipe.

Irei abordar a importância de uma das  principais companhias de energia do nos- so país para o Estado de Sergipe, falarei da Companhia Hidro Elétrica do São Francisco - CHESF que tem 72 anos de história, sendo uma sociedade anônima de aberto e economia mista subsidiária da Eletrobras. A Companhia é sediada em Recife, Pernambuco, mas em Sergipe tem endereço na Rodovia BR 235 Km 10 em Nossa Senhora do Socorro.
A importância da CHESF para Sergipe teve um fortalecimento com a implantação da Usina de Xingó, destacando-se que o aproveitamento hidrelétrico de Xingó está localizado entre os estados de Alagoas e Sergipe, situando-se a 12 km do município de Piranhas/AL e a 6 km do município de Canindé do São Francisco/SE., ou seja, a usina de Xingó é muito mais próxima de um município sergipano e gera renda para referido município.
Sobre a Usina de Xingó, conforme dados coletados em relatórios e site da CHESF tempse que ela está instalada no São Francisco, principal rio da região nordestina, com área de drenagem de 609.386 km2 , bacia hidrográfica da ordem de 630.000 km2, com extensão de 3.200 km, desde sua nascente na Serra da Canastra em Minas Gerais, até sua foz em Piaçabuçu/AL e Brejo Grande/SE. 
Registre-se que a Usina de Xingó está posicionada com relação ao São Francisco a cerca de 65 km à jusante do Complexo de Paulo Afonso, constituindo-se o seu reservatório, face as condições naturais de localização num canyon, numa fonte de turismo na região através da navegação no trecho entre Paulo Afonso e Xingó, além de prestar-se ao desenvolvimento de projetos de irrigação e ao abastecimento d'água para a cidade de Canindé/SE. 
Conforme dados da CHESF, compreendem o represamento de Xingó as seguintes estruturas: barragem de enrocamento com face de concreto a montante com cerca de 140 m de altura máxima; na margem esquerda (AL) situa-se o vertedouro de superfície do tipo encosta com duas calhas e 12 comportas do tipo segmento com capacidade de descarga de 33.000 m3/s; na margem direita (SE) estão localizados os muros, tomada d'água, condutos forçados expostos, casa de força do tipo semi-abrigada, canal de restituição e diques de seção mista terra-enrocamento, totalizando o comprimento da crista em 3.623,00 m. A usina geradora é composta por 6 unidades com 527.000 kW de potência nominal unitária, totalizando 3.162.000 kW de potência instalada, havendo previsão para mais quatro unidades idênticas numa segunda etapa. 
Segundo a CHESF a energia gerada é transmitida por uma subestação elevadora com 18 transformadores monofásicos de 185 MVA cada um que elevam a tensão de 18 kV para 500 kV.
Sobre ações recentes da CHESF em Sergipe, reproduzirei adiante duas matérias que apontam a atuação da companhia no nosso estado.
No início do ano de 2019 foi informado que com investimentos de aproximadamente R$ 34 milhões, a Companhia Hidro Elétrica do São Francisco (Chesf) concluiu e disponibilizou para operação comercial, no dia 17 de fevereiro daquele ano, as Linhas de Transmissão 230 kV Jardim/Nossa Senhora do Socorro C2 e o novo trecho de Linha 230 kV Nossa Senhora do Socorro/Penedo, com extensões de 1,0 km e 2,5 km, respectivamente.
Também energizou a nova Subestação Nossa Senhora do Socorro (230/69 kV - 300 MVA); e concluiu as melhorias nas Subestações Penedo (AL) e Jardim (SE), para adequações à conexão desta nova e importante Subestação ao Sistema Interligado Nacional (SIN). Assim, com o objeto do Contrato de Concessão da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel) nº 005/2012, esse empreendimento possibilita melhorar o atendimento ao suprimento de energia elétrica à Região Metropolitana de Aracaju (SE), evitando a superação da capacidade de transformação da SE Jardim (Chesf).
Já neste ano de 2020, uma matéria apresenta uma ação social da CHESF em Sergipe, através do plantio de 20 mil mudas em Sergipe. E isto ocorre porque existia uma necessidade de atendimento à condicionante da Licença de Operação emitida pelo Ibama, em 2017, referente ao Licenciamento Ambiental da Linha de Transmissão 230 kV Nossa Senhora do Socorro/Penedo C1, com extensão de 110 KM, e por conta disso a Companhia Hidro Elétrica do São Francisco (Chesf) executou o Projeto de Revegetação da Unidade de Conservação Refúgio de Vida Silvestre Mata do Junco, localizada no município de Capela, em Sergipe.
Na época a reportagem afirmava que conforme,  Tiago Feitosa, engenheiro agrônomo do Departamento de Meio Ambiente para Exploração (DEPO), a Chesf já tinha concluindo a primeira fase do Projeto de Revegetação (Implantação e Manutenção das Mudas), iniciado em 2016, com o plantio de 20 mil espécies da Mata Atlântica, numa área de 10 hectares (cem mil metros quadrados). E que eles estavam trabalhando na segunda e última fase, de Monitoramento e Manutenção, que será finalizada em dezembro do próximo ano, ou seja 2021.
Segundo a reportagem, o trabalho da CHESF contemplou várias espécies da flora inseridas no Plano de Manejo, a exemplo de Amescla, Canafístula, Ipê Amarelo, Ipê Rôxo, Jatobá, Murici, Oitizeiro, Pau-ferro, Pau-pombo, Tamboril, entre outras.
Destaque-se que conforme o material que foi publicado na época, além da recuperação do bioma, outras atividades relacionadas ao Meio Ambiente deverão ser desenvolvidas futuramente na Unidade de Conservação, como o desenvolvimento de projetos ligados à Educação Ambiental, nas comunidades e escolas no entorno do Refúgio Mata do Junco.
Pelo que foi exposto fica evidenciado como a CHESF é importante para Sergipe.

 


COMPARTILHAR NAS REDES SOCIAIS