Vigilante é assassinado a tiros em São Cristóvão

Cidades

 

Gabriel Damásio
O vigilante Ibraulino 
Silveira Costa Neto, 
36 anos, foi assassinado por volta das 6h de ontem no bairro Alto da Divinéia, em São Cristóvão (Grande Aracaju). Segundo as primeiras informações, ele estava no ponto de ônibus próximo à igreja católica do bairro e seguia para um condomínio onde trabalhava. Um desconhecido passou por ele e o matou com vários tiros. Junto ao corpo, testemunhas encontraram um pedaço de madeira, mas a posição do cadáver indicou que o vigilante foi atacado pelas costas, sem chances de defesa. 
A Polícia Militar esteve no local, junto com a Polícia Civil, Instituto de Criminalística e Instituto Médico-Legal (IML). Segundo as informações preliminares da Secretaria da Segurança Pública (SSP), um suspeito do crime foi identificado: é um motorista que já teria sofrido ameaças de Ibraulino, com quem ele teria uma suposta rixa. Esta suspeita, no entanto, ainda está sob investigação. 
O corpo foi recolhido ao Instituto Médico Legal (IML). O caso é apurado pelo Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), que já começou a ouvir testemunhas relacionadas aos envolvidos. Informações que podem ajudar no esclarecimento do crime podem ser repassadas à Polícia Civil através do Disque Denúncia (181). A ligação é gratuita e a pessoa não precisa se identificar.

Gabriel Damásio

O vigilante Ibraulino  Silveira Costa Neto,  36 anos, foi assassinado por volta das 6h de ontem no bairro Alto da Divinéia, em São Cristóvão (Grande Aracaju). Segundo as primeiras informações, ele estava no ponto de ônibus próximo à igreja católica do bairro e seguia para um condomínio onde trabalhava. Um desconhecido passou por ele e o matou com vários tiros. Junto ao corpo, testemunhas encontraram um pedaço de madeira, mas a posição do cadáver indicou que o vigilante foi atacado pelas costas, sem chances de defesa. 
A Polícia Militar esteve no local, junto com a Polícia Civil, Instituto de Criminalística e Instituto Médico-Legal (IML). Segundo as informações preliminares da Secretaria da Segurança Pública (SSP), um suspeito do crime foi identificado: é um motorista que já teria sofrido ameaças de Ibraulino, com quem ele teria uma suposta rixa. Esta suspeita, no entanto, ainda está sob investigação. 
O corpo foi recolhido ao Instituto Médico Legal (IML). O caso é apurado pelo Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), que já começou a ouvir testemunhas relacionadas aos envolvidos. Informações que podem ajudar no esclarecimento do crime podem ser repassadas à Polícia Civil através do Disque Denúncia (181). A ligação é gratuita e a pessoa não precisa se identificar.

 


COMPARTILHAR NAS REDES SOCIAIS