Prefeitura amplia ações de monitoramento e leva limpeza às vias fluviais

Geral


  • PEQUENAS EMBARCAÇÕES SÃO USADAS EM ÁREAS DE VIAS FLUVIAIS

 

A Prefeitura de Aracaju amplia a programação dos serviços operacionais e direciona ações de monitoramento e limpeza às vias fluviais. Executado através da Empresa Municipal de Serviços Urbanos (Emsurb), esse trabalho foi viabilizado após a aquisição de uma embarcação de pequeno porte, a qual é utilizada para otimizar a retirada de resíduos em pontos de difícil acesso.
"A ronda fluvial pode acontecer conforme programação elaborada, a partir de informações dos fiscais da Diretoria de Operações (Dirop) e denúncias manifestadas pela população. E para definir o mecanismo a ser adotado em cada ocasião, a empresa municipal leva em consideração o acompanhamento de situações adversas que podem comprometer o escoamento regular da rede de drenagem da cidade", explicou o diretor de Operações, Bruno Moraes.
Nos últimos dias, a intervenção ocorreu nos rios do Sal e Poxim. No primeiro deles, nas proximidades do bairro Bugio, os agentes chegaram a recolher dois sofás. Já no segundo, a ação resultou na verificação e na coleta de diversos tipos de resíduos, também provenientes do descarte irregular.
"A consciência é a palavra-chave e, mais do que nunca, as pessoas precisam entender que a presença de lixo nos rios gera graves consequências à fauna e à flora, à saúde pública, além de ter efeito direto no assoreamento e pode impedir o fluxo de água nos canais, ocasionando enchentes", explicou o presidente da Emsurb, Luiz Roberto Dantas.
Conforme o presidente, a atuação da Emsurb se dá, principalmente, antes e durante os períodos com maior incidência de chuvas, quando há  preocupação maior com o descarte irregular de lixo e, consequentemente, com os transtornos causados à cidade e seus moradores.

A Prefeitura de Aracaju amplia a programação dos serviços operacionais e direciona ações de monitoramento e limpeza às vias fluviais. Executado através da Empresa Municipal de Serviços Urbanos (Emsurb), esse trabalho foi viabilizado após a aquisição de uma embarcação de pequeno porte, a qual é utilizada para otimizar a retirada de resíduos em pontos de difícil acesso.
"A ronda fluvial pode acontecer conforme programação elaborada, a partir de informações dos fiscais da Diretoria de Operações (Dirop) e denúncias manifestadas pela população. E para definir o mecanismo a ser adotado em cada ocasião, a empresa municipal leva em consideração o acompanhamento de situações adversas que podem comprometer o escoamento regular da rede de drenagem da cidade", explicou o diretor de Operações, Bruno Moraes.
Nos últimos dias, a intervenção ocorreu nos rios do Sal e Poxim. No primeiro deles, nas proximidades do bairro Bugio, os agentes chegaram a recolher dois sofás. Já no segundo, a ação resultou na verificação e na coleta de diversos tipos de resíduos, também provenientes do descarte irregular.
"A consciência é a palavra-chave e, mais do que nunca, as pessoas precisam entender que a presença de lixo nos rios gera graves consequências à fauna e à flora, à saúde pública, além de ter efeito direto no assoreamento e pode impedir o fluxo de água nos canais, ocasionando enchentes", explicou o presidente da Emsurb, Luiz Roberto Dantas.
Conforme o presidente, a atuação da Emsurb se dá, principalmente, antes e durante os períodos com maior incidência de chuvas, quando há  preocupação maior com o descarte irregular de lixo e, consequentemente, com os transtornos causados à cidade e seus moradores.

 


COMPARTILHAR NAS REDES SOCIAIS