Técnico diz que o Confiança continua vivo na CN

Esporte


  • O técnico Daniel Paulista lamentou o empate, mas elogiou a atuação defensiva do Confiança

 

O empate em 0x0 
com o Botafogo-
PB não era o resultado esperado pelo treinador Daniel Paulista e por nenhum proletário. A vitória sim, era o resultado ideal, que deixaria o time próximo ou até mesmo na zona de classificação e em condições de brigar por uma vaga na próxima fase. Com o empate a situação ficou muito complicada, pois o time passa a depender de outros resultados e no futebol isso nunca é bom.
Apesar do empate, o treinador Daniel Paulista elogiou a atuação da equipe, destacou a atuação da defesa e lamentou as oportunidades desperdiçadas. O Dragão finalizou 13 vezes contra o Botafogo-PB e teve com Robinho, aos 45' do primeiro tempo, a melhor chance da partida.
- Um resultado que nós não queríamos. Trabalhamos para vencer e melhorar nossa condição dentro da competição, mas infelizmente, a gente não conseguiu ser mais efetivo, principalmente no setor ofensivo. Isso foi determinante para que a gente não conseguisse vencer. O sistema defensivo se portou bem. Pouco sofremos. O Rafael trabalhou muito pouco, somente em chutes de longa distância e bolas cruzadas na área que levaram algum perigo, mas em termos de jogadas construídas do Botafogo nossa equipe esteve bem na marcação - explicou o técnico Daniel Paulista, na entrevista coletiva após o jogo.
O técnico lembrou que a defesa proletária sofreu apenas um gol nas últimas cinco partidas. Em contrapartida, o ataque precisou de quase 19 finalizações para colocar uma bola na rede. "A gente vem criando boas oportunidades em todas as partidas, mas vem desperdiçando. Isso é muito claro, principalmente na Copa do Nordeste e se a gente está nessa situação é porque nós não conseguimos aproveitar as boas oportunidades que tivemos, principalmente nos jogos dentro de casa". 
Daniel Paulista acredita na classificação. Mas sabe que será muito difícil, pois não depende apenas de vencer o Fortaleza. Depende da vitória e de uma combinação de resultados. Mas ele diz que o time está vivo e vai brigar pela vaga. "Vamos para a última rodada ainda vivos, buscando a classificação. Torcer agora para que resultados paralelos nos favoreçam, mas temos que nos preocupar em fazer nossa parte. Estamos vivos. Não era a situação que nós gostaríamos de estar na última rodada, mas é o que se apresenta. A gente tem que trabalhar dentro da nossa realidade - concluiu.
A delegação proletária já retornou a Aracaju. A reapresentação acontece na manhã desta quarta-feira (7) com foco no próximo jogo.  O Confiança recebe o Fortaleza neste sábado, às 16h, na Arena Batistão, em Aracaju, pela última rodada da fase de grupos da Copa do Nordeste. Por ser a última rodada dessa fase, todos os jogos serão realizados no mesmo horário.

O empate em 0x0  com o Botafogo- PB não era o resultado esperado pelo treinador Daniel Paulista e por nenhum proletário. A vitória sim, era o resultado ideal, que deixaria o time próximo ou até mesmo na zona de classificação e em condições de brigar por uma vaga na próxima fase. Com o empate a situação ficou muito complicada, pois o time passa a depender de outros resultados e no futebol isso nunca é bom.
Apesar do empate, o treinador Daniel Paulista elogiou a atuação da equipe, destacou a atuação da defesa e lamentou as oportunidades desperdiçadas. O Dragão finalizou 13 vezes contra o Botafogo-PB e teve com Robinho, aos 45' do primeiro tempo, a melhor chance da partida.
- Um resultado que nós não queríamos. Trabalhamos para vencer e melhorar nossa condição dentro da competição, mas infelizmente, a gente não conseguiu ser mais efetivo, principalmente no setor ofensivo. Isso foi determinante para que a gente não conseguisse vencer. O sistema defensivo se portou bem. Pouco sofremos. O Rafael trabalhou muito pouco, somente em chutes de longa distância e bolas cruzadas na área que levaram algum perigo, mas em termos de jogadas construídas do Botafogo nossa equipe esteve bem na marcação - explicou o técnico Daniel Paulista, na entrevista coletiva após o jogo.
O técnico lembrou que a defesa proletária sofreu apenas um gol nas últimas cinco partidas. Em contrapartida, o ataque precisou de quase 19 finalizações para colocar uma bola na rede. "A gente vem criando boas oportunidades em todas as partidas, mas vem desperdiçando. Isso é muito claro, principalmente na Copa do Nordeste e se a gente está nessa situação é porque nós não conseguimos aproveitar as boas oportunidades que tivemos, principalmente nos jogos dentro de casa". 
Daniel Paulista acredita na classificação. Mas sabe que será muito difícil, pois não depende apenas de vencer o Fortaleza. Depende da vitória e de uma combinação de resultados. Mas ele diz que o time está vivo e vai brigar pela vaga. "Vamos para a última rodada ainda vivos, buscando a classificação. Torcer agora para que resultados paralelos nos favoreçam, mas temos que nos preocupar em fazer nossa parte. Estamos vivos. Não era a situação que nós gostaríamos de estar na última rodada, mas é o que se apresenta. A gente tem que trabalhar dentro da nossa realidade - concluiu.
A delegação proletária já retornou a Aracaju. A reapresentação acontece na manhã desta quarta-feira (7) com foco no próximo jogo.  O Confiança recebe o Fortaleza neste sábado, às 16h, na Arena Batistão, em Aracaju, pela última rodada da fase de grupos da Copa do Nordeste. Por ser a última rodada dessa fase, todos os jogos serão realizados no mesmo horário.

 


COMPARTILHAR NAS REDES SOCIAIS