Memes conquistam os brasileiros

Variedades


 

Que o brasileiro tenta tirar proveito de forma mais leve de qualquer situação, isso já não é mais novidade para ninguém. Agora, junte a internet com esse jeitinho brasileiro e o resultado são memes criativos, até das situações mais desesperadoras. Com uma pitadinha de bom humor, os memes vem ganhando seu espaço e muitos compartilhamentos.    
"O mundo tem utilizado os memes para ressignificar situações de uma forma mais leve, e o brasileiro tem se destacado nessa utilização. Todas as situações que acontecem promovem um significado em cada pessoa que a vivencia, e o sujeito que melhor lida com as situações negativas é aquele que possui maior capacidade de ressignificar, interpretar de diferentes formas aquela situação que, a grosso modo, é negativa", declara o psicólogo e professor da Universidade Tiradentes, doutor Cleberson Costa. 
Segundo o especialista, com as redes sociais e aplicativos de mensagens, os conteúdos acabaram ganhando espaço, seja fazendo uma piada ou como forma de protesto, auxiliando até a suavizar os impactos no estado emocional do indivíduo. "Diante de situações incômodas, o que nos gera uma sensação negativa não é necessariamente a situação em si, mas a interpretação que damos a ela. Existe uma interferência sociocultural em torno da nossa interpretação, e os memes têm ajudado a ressignificar assuntos tabus, apresentando outras formas de entendimento e, consequentemente, outras emoções. É por isso que conseguimos rir de algo que nos traria medo, por exemplo", salienta. 
"O brasileiro é expressivo. Nossa origem latina nos aproxima dessa essência emocional, o que nos permite que, tanto geneticamente quanto culturalmente, a gente se sinta mais à vontade para expressar o que sentimos. E, ao expressarmos mais, desenvolvemos maior habilidade para manuseio desses importantes elementos psíquicos", acrescenta o psicólogo. 
Mas, é preciso tomar cuidado com a utilização excessiva dos memes. "Todo excesso pode se tornar prejudicial. Os memes podem ser um importante recurso, mas devem ser utilizados de forma equilibrada", destaca o docente. 

Que o brasileiro tenta tirar proveito de forma mais leve de qualquer situação, isso já não é mais novidade para ninguém. Agora, junte a internet com esse jeitinho brasileiro e o resultado são memes criativos, até das situações mais desesperadoras. Com uma pitadinha de bom humor, os memes vem ganhando seu espaço e muitos compartilhamentos.    
"O mundo tem utilizado os memes para ressignificar situações de uma forma mais leve, e o brasileiro tem se destacado nessa utilização. Todas as situações que acontecem promovem um significado em cada pessoa que a vivencia, e o sujeito que melhor lida com as situações negativas é aquele que possui maior capacidade de ressignificar, interpretar de diferentes formas aquela situação que, a grosso modo, é negativa", declara o psicólogo e professor da Universidade Tiradentes, doutor Cleberson Costa. 
Segundo o especialista, com as redes sociais e aplicativos de mensagens, os conteúdos acabaram ganhando espaço, seja fazendo uma piada ou como forma de protesto, auxiliando até a suavizar os impactos no estado emocional do indivíduo. "Diante de situações incômodas, o que nos gera uma sensação negativa não é necessariamente a situação em si, mas a interpretação que damos a ela. Existe uma interferência sociocultural em torno da nossa interpretação, e os memes têm ajudado a ressignificar assuntos tabus, apresentando outras formas de entendimento e, consequentemente, outras emoções. É por isso que conseguimos rir de algo que nos traria medo, por exemplo", salienta. 
"O brasileiro é expressivo. Nossa origem latina nos aproxima dessa essência emocional, o que nos permite que, tanto geneticamente quanto culturalmente, a gente se sinta mais à vontade para expressar o que sentimos. E, ao expressarmos mais, desenvolvemos maior habilidade para manuseio desses importantes elementos psíquicos", acrescenta o psicólogo. 
Mas, é preciso tomar cuidado com a utilização excessiva dos memes. "Todo excesso pode se tornar prejudicial. Os memes podem ser um importante recurso, mas devem ser utilizados de forma equilibrada", destaca o docente. 

 


COMPARTILHAR NAS REDES SOCIAIS