Brasil goleia a China na estreia em Tóquio

Esporte

 

A seleção brasileira estreou nesta quarta-feira (21) com goleada, no futebol feminino das Olimpíadas de Tóquio: 5 a 0 sobre a China, com gols marcados por Marta (duas vezes), Debinha, Andressa Alves e Bia Zaneratto. O jogo foi no Estádio Miyagi e valeu pela primeira rodada do Grupo F.
Os dois gols acirraram a disputa de Marta com a canadense Christine Sinclair pelo posto de segunda maior artilheira da história do futebol feminino em Jogos Olímpicos. Ambas somam 12 gols, dois a menos que a brasileira Cristiane, que não está na disputa.O próximo jogo do Brasil será no sábado (24), às 8h, contra a Holanda, que é uma das favoritas nestas Olimpíadas. Já a China enfrenta a Zâmbia no mesmo dia, mas três horas mais cedo.
Primeiro tempo melhor - Intensidade foi a marca da seleção brasileira no primeiro tempo. Organizada numa formação tática 4-5-1, com Bia Zaneratto livre para flutuar e mais avançada, a equipe impôs marcação forte no meio-campo e criou desde o começo boas jogadas a partir de bolas recuperadas, como no lance do gol de Marta antes dos dez minutos. Nessa fase o Brasil ainda marcou os segundo gol com Debinha.
Os gols - Marta abriu o placar aos oito minutos do primeiro tempo, na conclusão de jogada iniciada com uma tomada de bola de Bia Zaneratto. O Brasil já fez o segundo gol 13 minutos depois: Bia Zaneratto (de novo ela) recebeu pela direita e chutou no canto esquerdo. Peng Shimeng espalmou para frente e Debinha aproveitou a chance sem marcação.
O terceiro gol saiu aos 28 minutos do segundo tempo dos pés de Marta, pela direita do ataque. Andressa Alves marcou o quarto em cobrança de pênalti sofrido por ela mesma aos 36. Bia Zaneratto acabou premiada pela boa atuação aos 43. Debinha recuperou a bola no ataque e fez um cruzamento na medida para a finalização de pé esquerdo.

A seleção brasileira estreou nesta quarta-feira (21) com goleada, no futebol feminino das Olimpíadas de Tóquio: 5 a 0 sobre a China, com gols marcados por Marta (duas vezes), Debinha, Andressa Alves e Bia Zaneratto. O jogo foi no Estádio Miyagi e valeu pela primeira rodada do Grupo F.
Os dois gols acirraram a disputa de Marta com a canadense Christine Sinclair pelo posto de segunda maior artilheira da história do futebol feminino em Jogos Olímpicos. Ambas somam 12 gols, dois a menos que a brasileira Cristiane, que não está na disputa.O próximo jogo do Brasil será no sábado (24), às 8h, contra a Holanda, que é uma das favoritas nestas Olimpíadas. Já a China enfrenta a Zâmbia no mesmo dia, mas três horas mais cedo.
Primeiro tempo melhor - Intensidade foi a marca da seleção brasileira no primeiro tempo. Organizada numa formação tática 4-5-1, com Bia Zaneratto livre para flutuar e mais avançada, a equipe impôs marcação forte no meio-campo e criou desde o começo boas jogadas a partir de bolas recuperadas, como no lance do gol de Marta antes dos dez minutos. Nessa fase o Brasil ainda marcou os segundo gol com Debinha.

Os gols - Marta abriu o placar aos oito minutos do primeiro tempo, na conclusão de jogada iniciada com uma tomada de bola de Bia Zaneratto. O Brasil já fez o segundo gol 13 minutos depois: Bia Zaneratto (de novo ela) recebeu pela direita e chutou no canto esquerdo. Peng Shimeng espalmou para frente e Debinha aproveitou a chance sem marcação.
O terceiro gol saiu aos 28 minutos do segundo tempo dos pés de Marta, pela direita do ataque. Andressa Alves marcou o quarto em cobrança de pênalti sofrido por ela mesma aos 36. Bia Zaneratto acabou premiada pela boa atuação aos 43. Debinha recuperou a bola no ataque e fez um cruzamento na medida para a finalização de pé esquerdo.

 


COMPARTILHAR NAS REDES SOCIAIS