Comissão da Alese aprova indicação de conselheiro do TCE

Geral


  • O procurador-geral do Ministério Público de Contas, Luis Alberto Meneses

 

O procurador-geral do Ministério Público de Contas, Luis Alberto Meneses, passou por sabatina em Comissão Especial da Assembleia Legislativa (Alese), nesta quarta-feira, e teve seu nome aprovado, por unanimidade, para ingressar no colegiado do Tribunal de Contas do Estado (TCE/SE) na vaga decorrente da aposentadoria do conselheiro Carlos Alberto Sobral.
Escolhido pelo governador Belivaldo Chagas em lista tríplice composta por membros do parquet de Contas, Meneses fez uma exposição sobre o histórico do TCE e do MP de Contas, detalhou sua trajetória profissional e colocou sua visão sobre o futuro do controle externo. Em seguida, respondeu a questionamentos dos parlamentares a respeito de temas que têm relação direta com a atuação do TCE, como o estímulo ao controle social, realização de auditorias, renúncia de receita nos municípios, cálculo do ICMS, etapas do julgamento de contas, entre outros.
Conforme o presidente da Comissão Especial, deputado Zezinho Sobral, a sabatina atestou a qualificação e capacidade técnica do procurador-geral: "Todos puderam entender, além do currículo e conhecimento técnico, seu desejo de melhorar tecnicamente a Corte de Contas do Estado de Sergipe", enfatizou.  
Integraram ainda a Comissão os deputados Talysson de Valmir e Garibalde Mendonça, como vice-presidente e relator, respectivamente, bem como os deputados estaduais Adailton Martins e Georgeo Passos. Outro parlamentar presente que também fez questionamentos foi o deputado Zezinho Guimarães. 
A etapa seguinte será a apreciação no plenário da Alese. Uma vez aprovada, a indicação constará em Decreto Legislativo no Diário Oficial do Estado e caberá ao governador expedir o decreto de nomeação do novo conselheiro, quando, então, ele estará apto para ser empossado no Tribunal de Contas.

O procurador-geral do Ministério Público de Contas, Luis Alberto Meneses, passou por sabatina em Comissão Especial da Assembleia Legislativa (Alese), nesta quarta-feira, e teve seu nome aprovado, por unanimidade, para ingressar no colegiado do Tribunal de Contas do Estado (TCE/SE) na vaga decorrente da aposentadoria do conselheiro Carlos Alberto Sobral.
Escolhido pelo governador Belivaldo Chagas em lista tríplice composta por membros do parquet de Contas, Meneses fez uma exposição sobre o histórico do TCE e do MP de Contas, detalhou sua trajetória profissional e colocou sua visão sobre o futuro do controle externo. Em seguida, respondeu a questionamentos dos parlamentares a respeito de temas que têm relação direta com a atuação do TCE, como o estímulo ao controle social, realização de auditorias, renúncia de receita nos municípios, cálculo do ICMS, etapas do julgamento de contas, entre outros.
Conforme o presidente da Comissão Especial, deputado Zezinho Sobral, a sabatina atestou a qualificação e capacidade técnica do procurador-geral: "Todos puderam entender, além do currículo e conhecimento técnico, seu desejo de melhorar tecnicamente a Corte de Contas do Estado de Sergipe", enfatizou.  
Integraram ainda a Comissão os deputados Talysson de Valmir e Garibalde Mendonça, como vice-presidente e relator, respectivamente, bem como os deputados estaduais Adailton Martins e Georgeo Passos. Outro parlamentar presente que também fez questionamentos foi o deputado Zezinho Guimarães. 
A etapa seguinte será a apreciação no plenário da Alese. Uma vez aprovada, a indicação constará em Decreto Legislativo no Diário Oficial do Estado e caberá ao governador expedir o decreto de nomeação do novo conselheiro, quando, então, ele estará apto para ser empossado no Tribunal de Contas.

 


COMPARTILHAR NAS REDES SOCIAIS