**PUBLICIDADE
Publicidade

Além dos números


Avatar

Publicado em 05 de agosto de 2022
Por Jornal Do Dia Se


O trabalho de campo realizado pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) tem o objetivo de atar os laços entre uma ideia mais ou menos abstrata de Brasil e a realidade muitas vezes dura de sua gente. Levados em consideração pelos entes públicos, os números reunidos pelo Censo 2022 podem servir de baliza para políticas públicas nas mais diversas áreas, desde Educação e Saúde até Segurança Pública. Providências, aliás, são urgentes.
Um episódio ocorrido ontem na periferia de Aracaju sublinha a necessidade do diagnóstico. Duas recenseadoras foram assaltadas por um homem armado no bairro Cidade Nova, em plena luz do dia. As mulheres a serviço do IBGE estavam fardadas, mas nem assim foram poupadas pelo bandido.
Os indicadores sociais do estado produzem reflexos notáveis no aumento da criminalidade. A penúria dos últimos anos, enquanto o estado esteve paralisado por força da crise sanitária e da apatia dos entes públicos, é percebida em forma de trabalhadores desempregados e indigência crescente. A fome não explica a explosão da violência, mas ajuda a cavar os abismos sociais onde a criminalidade prospera sem obstáculo aparente.
Sergipe retrocedeu muito nos últimos anos, em todos os aspectos. As camadas mais pobres da população estiveram entregues à própria sorte. É desse caldo de alheamento e insensibilidade social que o desespero se alimenta, gerando convulsões indesejadas. As recenseadoras do IBGE sentiram o resultado na própria pele.

**PUBLICIDADE
Publicidade


Capa do dia
Capa do dia



**PUBLICIDADE
Publicidade


**PUBLICIDADE
Publicidade