**PUBLICIDADE
Publicidade

Museu da Gente Sergipana – 10 anos


Avatar

Publicado em 26 de novembro de 2021
Por Jornal Do Dia


Abordarei neste breve ensaio, algumas informações sobre o Museu da Gente Sergipana que é mantido pelo Banco do Estado de Sergipe S/A (BANESE), como forma de homenagem pelos seus 10 anos de inauguração e atuação em prol do desenvolvimento cultural de Sergipe.

O Museu da Gente Sergipana Governador Marcelo Déda faz parte da estrutura do Instituto Banese, que é o braço social do Banco do Estado de Sergipe, referido instituto foi fundado em janeiro de 2009; já o Museu da Gente Sergipana foi inaugurado em 26 de novembro de 2021.

O Museu da Gente Sergipana Governador Marcelo Déda é o primeiro museu de multimídia interativo do Norte e Nordeste, algo importante na consolidação do desenvolvimento cultural de Sergipe. Trata-se de um museu totalmente tecnológico e que apresenta de forma diferenciada um acervo do patrimônio cultural material e imaterial do Estado de Sergipe.

O museu possui uma similaridade tecnológica com o Museu da Língua Portuguesa e o Museu do Futebol, ambos em São Paulo-SP. Ele foi instalado no antigo prédio do Colégio Atheneuzinho que fica na antiga Rua da Frente e foi um resgate do patrimônio histórico de Sergipe, em face de cuidadosa restauração que foi realizada.

Os espaços existentes no Museu da Gente Sergipana conseguem atrair diversos visitantes de todas as idades, o que é fantástico. O referido museu conta com diversos espaços expográficos, a exemplo de: Nossos Pratos, Nossas Praças, Nossas Festas, etc. Nele diversas exposições temporárias já foram realizadas, possibilitando uma dinâmica de permanente visitação ao museu.

Ao longo de sua primeira década de existência, o Museu da Gente Sergipana recebeu alguns acréscimos de obras no entorno do seu prédio, ampliando as opções de visitação existentes. Cabe destacar a facilidade de acesso existente, com estacionamento, restaurante e a excelente vista do Rio Sergipe a caminho de sua foz.

O destaque de acréscimo é o Largo da Gente Sergipana – que é uma instalação urbana integrada à paisagem natural do Rio Sergipe e ao Centro Histórico de Aracaju, valorizando a nossa identidade cultural.

Assim, visitar o Largo instiga visitar o Museu e visitar o Museu é convidativo para visitar o Largo. Destaco ainda que o Largo é formado por uma plataforma (deck) com atracadouro para pequenas embarcações, e pelas bases de suporte das esculturas.

E isso, conforme destacado pelo site do Museu resulta em um processo de resgate histórico e arquitetônico que forma um complexo cultural que une passado, presente e futuro através de uma composição harmônica entre o antigo restaurado e integrado ao cenário urbano do Centro Histórico de Aracaju, o que instiga os visitantes.

Pelo que já foi apresentado, entende-se porque o Museu da Gente Sergipana já recebeu diversas premiações e reconhecimento pelo Brasil, a exemplo de ter sido o vencedor do Prêmio ” O melhor da arquitetura 2012″ na categoria Restauro, promovido pela Editora Abril, através da Revista Arquitetura e Construção; ” Atração do Ano” pelo Guia Quatro Rodas Brasil de 2013; ” Prêmio Rodrigo de Melo Franco Andrade”, na categoria Responsabilidade Social, concedido pelo Iphan; e “Certificado de Excelência 2012” do site TripAdvisor, no setor Hospitalidade ao Redor do Mundo.

Registre-se que além das premiações já citadas, o Museu da Gente Sergipana foi classificado entre os 10 melhores museus do Brasil, segundo o Travellers Choice Museus 2014; em 2016, a Expedia, uma das maiores agências de viagens on line do mundo, o indicou como um dos museus mais visitados no Brasil; já em 2018, o Museu foi indicado entre os cinco museus mais visitados do Nordeste, segundo o Instituto Brasileiro de Museus – IBRAIM; também em 2018, o Museu foi contemplado com a Ordem do Mérito Cultural, a maior honraria do Ministério da Cultura; e a Comenda de Incentivo à Cultura Luís Câmara Cascudo, do Senado Federal.

Dos diversos espaços do Museu da Gente Sergipana, queria ressaltar o ambiente de “NOSSOS FALARES’, nele existem expressões que são típicas de cada região sergipana, com a explicação do significado de diversos vocábulos típicos de Sergipe.

Destaco que o Museu da Gente Sergipana Governador Marcelo Déda tem sido o palco dos principais eventos culturais de Sergipe e de forma marcante, tem apresentado ações educativas com a participação coletiva dos visitantes.

Entendo que é importante reportar-me aos aspectos legais e conceituais de Museu, na perspectiva de realçar a importância do Museu da Gente Sergipana. Neste sentido, registra-se que a Lei nº 11.904, de 14 de janeiro de 2009, institui o Estatuto de Museus, “Consideram-se museus, para os efeitos desta Lei, as instituições sem fins lucrativos que conservam, investigam, comunicam, interpretam e expõem, para fins de preservação, estudo, pesquisa, educação, contemplação e turismo, conjuntos e coleções de valor histórico, artístico, científico, técnico ou de qualquer outra natureza cultural, abertas ao público, a serviço da sociedade e de seu desenvolvimento.”

Diante do que já foi apresentado, julgo que seria importante que aqueles que ainda não conhecem o Museu da Gente Sergipana, possam realizar esta fantástica experiência sensorial que é capaz de seduzir e encantar. Além disso, o Museu da Gente Sergipana resgatou o gosto de ir ao um Museu e incentivou a visitação nos demais museus sergipanos.

Parabéns Museu da Gente Sergipana pelos seus 10 anos de atuação que mudou e engrandeceu o universo da cultura de Sergipe. O seu espaço fascinante fortalece a memória sergipana e possibilita que se amplie o conhecimento da identidade cultural sergipana.

**PUBLICIDADE
Publicidade


Capa do dia
Capa do dia



**PUBLICIDADE
Publicidade


**PUBLICIDADE
Publicidade