Terça, 23 De Abril De 2024
       
**PUBLICIDADE
Publicidade

Para sempre


Avatar

Publicado em 19 de dezembro de 2023
Por Jornal Do Dia Se


Ousadia ainda dá frutos.(Arquivo)

Rian Santos
 
Amaral Cavalcante, autor de crônicas memoráveis, foi ele próprio um personagem inesquecível. Jornalista avesso ao feijão com arroz das redações, poeta indisposto à métrica rigorosa de versos arcaicos, ele criou duas das publicações mais bem quistas da aldeia. E, assim como elas, será lembrado para sempre.
A Folha da Praia, um jornal alternativo, fez-se o porta voz de uma geração sequiosa de liberdades. O rebelde ditou moda, renovou a linguagem jornalística adotada na província,foi o primeiro veículo sergipano na crista da marolinha de recém adquiridas garantias democráticas.
A revista Cumbuca, mais recente, usou e abusou de traços, cores, promoveu uma pequena revolução gráfica. Artistas, designers, grafiteiros e até pixadores colaboraram com a publicação ,dando contornos notáveis à ambição de modernidade do editor Amaral, fizeram emergiro seu propósito à flor da vista.
Em um e outro caso, Amaral teve de se equilibrar na corda bamba de interesses editoriais diversos. A maior ofensa que alguém poderia lhe dirigir, entretanto, era a de realizar um jornalismo chapa branca.
De fato, antes de subverter o interesse público em matérias edulcoradas, ele foi um semeador de ousadias editoriais, como demonstra oportuna homenagem no número inaugural da Revista Caçuá Cultural – um arauto da imaginação pronunciada em letra de imprensa.
 
Lançamento da Revista Caçuá Cultural:
Quinta-feira, 10 horas, na sede da Imprensa Oficial de Sergipe.
**PUBLICIDADE



Capa do dia
Capa do dia



**PUBLICIDADE


**PUBLICIDADE
Publicidade