Terça, 16 De Julho De 2024
       
**PUBLICIDADE
Publicidade

Perspectivas para a Saúde Mundial em 2024


Publicado em 13 de janeiro de 2024
Por Jornal Do Dia Se


Saumíneo Nascimento
saumineon@gmail.com

É meta da Organização Mundial de Saúde (OMS) que em 2024 tenhamos um mundo mais saudável, mais seguro e mais justo. De acordo com a entidade internacional que no ano passado completou 75 anos, será celebrado neste ano, o 50º aniversário do Programa Ampliado de Imunização, que é uma iniciativa para proporcionar acesso universal a vacinas que salvam vidas para crianças em todo o mundo. De acordo com a OMS, as vacinas foram uma das maiores conquistas da humanidade, salvando inúmeras vidas. Mas a entidade chama a atenção sobre o fato de que nos últimos anos, a cobertura com vacinas infantis tenha estagnado. Dessa forma, o entendimento é o de que existe uma necessidade de redefinição das prioridades das vacinas como uma pedra angular da saúde pública que salva vidas.
Ressalte-se que o Programa Ampliado de Vacinação é uma iniciativa lançada pela OMS em 1974, constituindo-se em um esforço global para garantir acesso equitativo a vacinas que salvam vidas para todas as crianças. Independentemente da sua localização geográfica ou condição socioeconômica. A OMS destaca que nas últimas cinco décadas, o referido programa evoluiu e alcançou marcos notáveis que remodelaram o panorama global da saúde.
De acordo com informações da OMS, em maio de 2024, teremos a 77ª Assembleia Mundial da Saúde, ocasião em que os países irão considerar um novo acordo internacional, cujo objetivo é evitar a repetição dos devastadores impactos sociais e de saúde observados como resultados da COVID-19, caso tenhamos outras pandemias.
Ainda na programação de eventos de 2024, teremos em setembro, a reunião de alto nível da Assembleia das Nações Unidas para a Resistência Antimicrobiana, que é uma das principais ameaças globais à saúde pública. A OMS alerta que a Resistência Antimicrobiana torna as infecções mais difíceis de tratar e aumenta o risco de doenças graves e morte. A perspectiva é de que os países sejam instados a assumir compromissos ousados para enfrentar esta ameaça, acelerar a ação e trabalhar no sentido de metas acordadas internacionalmente.
Um ponto destacado pela OMS nas perspectivas de Saúde para 2024 é a recém-criada Comissão da OMS para a ligação social que visa combater a solidão e o isolamento social como uma ameaça premente à saúde. De acordo com a instituição, altas taxas de isolamento social e solidão têm graves consequências para a saúde, com risco aumentando de acidente vascular cerebral, ansiedade, demência, depressão e suicídio. A perspectiva é de que a comissão eleve a ligação social como uma prioridade e acelere a expansão de soluções em todos os países.
O futuro da saúde mundial depende da colaboração dos Estados Membros no cumprimento das promessas firmadas com a OMS na perspectiva de termos mais saúde e prevenção das principais causas de morte no mundo.
É relevante que saibamos que continuamos tendo alguma ocorrência de saúde que é fator de preocupação para o mundo, neste lógica, citarei algumas informações recentes, a saber: 1 – em 20 de dezembro de 2023, o Ponto Focal Nacional do Regulamento Sanitário Internacional da Argentina notificou a OMS de um caso humano de infecção por Encefalite Equina Ocidental, sendo este o primeiro caso humano confirmado e relatado depois de mais de duas décadas, desde que os últimos casos humanos relatados na Argentina ocorreram em 1982/1983 e 1996. Esta é uma doença viral rara transmitida por mosquitos que afeta equinos e humanos, sendo que a maioria dos casos humanos está associada a epidemias em aves ou cavalos; 2 – incidência global de dengue aumentou acentuadamente nas últimas duas décadas, representando um desafio substancial para a saúde pública; 3 – em 1 de novembro de 2023, o Ponto Focal Nacional da Zâmbia do Regulamento Sanitário Internacional notificou a OMS sobre um surto de antraz em humanos. Os primeiros casos humanos foram notificados no Posto de Saúde de Dengeza, no distrito de Sinazongwe, ocasião em que animais domésticos (bovinos e caprinos) e selvagens (hipopótamos) teriam morrido de causa desconhecida em áreas circundantes; e como último exemplo recente, em 25 de novembro de 2023, o Ponto Focal Nacional do Regulamento Sanitário Internacional do Reino Unido da Grã-Bretanha e Irlanda do Norte (Reino Unido) notificou a OMS de um caso humano de gripe de origem suína (H1N2) contágio do vírus, sendo este o primeiro caso de gripe suína relatado no Reino Unido. Infecções humanas com vírus influenza de origem supina foram detectadas esporadicamente no passado em países das Américas, Ásia, Austrália e Europa.
Avaliar a eficácia dos nossos sistemas de saúde e direcionar os recursos para onde são mais necessários será fundamental para uma perspectiva de melhorarmos a forma como as pessoas vivem. As estatísticas sobre saúde, doenças e causas de morte, são importantes para o direcionamento de esforços de prevenção e tratamento.
Entendo que o Brasil tem buscado construir um futuro melhor e mais saudável na forma preconizada pela entidade internacional, a OMS, atuando para que o alcance de uma saúde melhor para todos, através do combate de doenças. Sejam as transmissíveis como gripe e HIV, e doenças não transmissíveis como câncer e doenças cardíacas. É imperativo que para um futuro melhor para a nossa saúde as mães e crianças possam ser ajudadas na sobrevivência e possam prosperar para o alcance de uma velhice saudável. Que seja possível termos uma vida mais saudável em 2024.

**PUBLICIDADE



Capa do dia
Capa do dia



**PUBLICIDADE


**PUBLICIDADE
Publicidade