Sexta, 19 De Abril De 2024
       
**PUBLICIDADE
Publicidade

Petrobras cobra da Carmo Energy o pagamento do Polo Carmópolis


Avatar

Publicado em 27 de dezembro de 2023
Por Jornal Do Dia Se


Carmópolis é um município brasileiro do estado de Sergipe. Onde no final de 1963 a Petrobras verificou a produtividade economica do campo de petroleo existente em seu subsolo e em 1967 a producao diaria chegou a 10mil barris de petroleo./ Carmopolis is a town in the Brazilian state of Sergipe. Where the end of 1963, Petrobras found the economic productivity of the existing oil field in its subsoil and the daily production in 1967 reached 10 thousand barrels of oil.

A Petrobras informou nesta terça-feira (26) que a Carmo Energy e sua controladora Cobra Instalaciones y Servicios não honraram o pagamento de US$ 296 milhões previsto no contrato de venda do Polo Carmópolis (SE) e que “adotará as medidas contratuais e legais cabíveis para a cobrança dos valores devidos”.
A Carmo Energy comprou o ativo em dezembro de 2021, por US$ 1,1 bilhão. De acordo com a Petrobras, US$ 275 milhões foram pagos, a título de sinal, na ocasião; e outros US$ 548 milhões foram pagos em dezembro do ano passado, data de fechamento da transação.
Ainda segundo a estatal, US$ 296 milhões deveriam ter sido pagos em 20 de dezembro deste ano, já considerados os ajustes devidos. A Cobra Instalaciones y Servicios é garantidora da Carmo Energy na operação.
O Polo Carmópolis envolve um conjunto de 11 concessões de campos terrestres de produção de óleo e gás, com instalações integradas, localizadas no estado de Sergipe.
A Carmo Energy produz, na média do ano, cerca de 6 mil barris/dia de petróleo no polo, de acordo com dados da Agência Nacional de Petróleo, Gás Natural e Biocombustíveis (ANP).
Carmópolis fez parte do programa de desinvestimentos executado pela Petrobras durante o governo de Jair Bolsonaro.
Este ano, sob a gestão de Jean Paul Partes, no governo de Lula, a estatal recuou da venda de alguns de seus ativos.
A companhia manteve, contudo, algumas alienações. Na semana passada, a Petrobras anunciou a venda dos campos de Uruguá e Tambaú, em águas profundas no pós-sal, localizados na Bacia de Santos, para a Enauta.
A estatal afirmou que a decisão é resultado “de um processo de gestão ativa do portfólio”. (Site epbr)
**PUBLICIDADE



Capa do dia
Capa do dia



**PUBLICIDADE


**PUBLICIDADE
Publicidade