Sábado, 13 De Agosto De 2022
**PUBLICIDADE
Publicidade

Almeida diz que Amorim optou pelo lixo da história


Avatar

Publicado em 03 de julho de 2012
Por Jornal Do Dia


Almeida Lima ataca os adversários

Chico Freire
chicofreire@jornaldodiase.com.br

"Eu dei uma oportunidade para eles, mas eles preferiram voltar para o lixo de história", afirmou o deputado federal e candidato à prefeitura de Aracaju pelo PPS Almeida Lima, referindo-se aos irmãos Amorim, com quem tentou fazer uma aliança política que acabou frustrada pela decisão do PSC de apoiar o candidato a prefeito do DEM, ex-governador João Alves, nas eleições de outubro.
Para Almeida, que até a  noite de sexta-feira, 29, tinha praticamente fechado o acordo com Edvan e Eduardo Amorim, "o fato me surpreendeu, mas é vergonhoso para eles (os Amorim),  que foram chamados de corruptos por pessoas do grupo do ex-governador João Alves Filho, e depois foram atrás de João para fazer aliança".
Segundo Almeida, o grupo dos irmãos Amorim não faz acordo politico, faz negócios. "Eu me declarei pré-candidato em agosto do ano passado, e quem faz negocio não age com a transparência que eu ajo, age na calada da noite", disse, lembrando que em agosto do ano passado já avisava que não faria acordo nem com o ex-governador João Alves e nem com o governo de Marcelo Déda (PT).
Almeida disse que em nenhum momento viu o grupo do ex-governador João Alves pedir o apoio aos Amorim e foi os Amorim que foram buscar dar apoio ao ex-governador.
Governo e TCE- Almeida adverte que quem votar em João Alves para prefeito não vai eleger João Alves para a Prefeitura de Aracaju. Para ele, o plano do ex-governador é se eleger governador em 2014 e colocar José Carlos  Machado (candidato a vice-prefeito) no Tribunal de Contas no ano que vem, com o apoio da bancada do PSC na Assembléia Legislativa (a quem cabe escolher o próximo conselheiro do TCE).
Ainda de acordo com Almeida, esse é o mesmo  plano  do senador Antônio Carlos Valadares (PSB), que se preocupa com o governo em 2014. "Essa é uma afirmativa minha e ele (Valadares) não precisa de permissão de ninguém para ser candidato ao governo em 2014".(Com Eduardo Almeida)

**PUBLICIDADE
Publicidade


Capa do dia
Capa do dia



**PUBLICIDADE
Publicidade


**PUBLICIDADE
Publicidade