Terça, 16 De Agosto De 2022
**PUBLICIDADE
Publicidade

Tribuna


Avatar

Publicado em 04 de agosto de 2022
Por Jornal Do Dia Se


Convenções
Até sexta-feira os partidos precisam realizar convenções para a formalização de suas chapas. Na sexta de manhã, na Assembleia, o PSB, que apresentou Valadares Filho como candidato na chapa de Rogério Carvalho (PT), anuncia os seus candidatos a deputado estadual e deputado federal.

Valadares pai
Entre as novidades do PSB, a candidatura do ex-senador Valadares para a Assembleia Legislativa. Já foi prefeito de Simão Dias, deputado estadual, deputado federal, secretário de estado, vice-governador, governador e senador por três mandatos (24 anos).

União
Na sexta-feira acontecerá também a convenção partidária do União Brasil. O ato está previsto para iniciar às 12h na sede do partido, em Aracaju, situado na rua Dr. Bezerra de Menezes, 51, no bairro Coroa do Meio. Serão escolhidos e apresentados os nomes que irão disputar os mandatos de deputados federais e estaduais nas eleições de 2022.

André
O ex-deputado André Moura, um dos nomes mais cotados pelo bloco governista para o Senado, desistiu da disputa por conta da condenação imposta pelo STF. Vai tentar se registrar como candidato a deputado federal.

Candidata
A sindicalista Ivânia Pereira (PCdoB), presidente do Sindicato dos Bancários, será candidata a deputada estadual pela federação com o PT e o PV.

Vazão
A vazão média da Usina Hidrelétrica de Xingó, em Canindé, está variando entre 2 mil e 2,5 mil m³/s, volume que deverá permanecer até o final deste mês. Até o final de julho, volume de água liberado foi de 1,2 mil e 1,5 mil m³/s nos finais de semana e feriados; e de 1,5 mil e 2 mil m³/s nos dias úteis.

Razão
Segundo a Companhia Hidro Elétrica do São Francisco (Chesf), as vazões ficaram definidas após a reunião de Acompanhamento das Condições de Operação do Sistema Hídrico do Rio São Francisco, coordenada pela Agência Nacional de Águas e Saneamento Básico (ANA).

Energia
A Chesf ressalta que a operação da Usina de Xingó é permanentemente avaliada, podendo haver alterações nestes valores em função, tanto da necessidade de controle de níveis dos reservatórios, quanto do processo de otimização energética envolvendo as diversas regiões do País, coordenado pelo Operador Nacional do Sistema Elétrico (ONS).

Pode desistir
A informação é de Rita Oliveira: O ex-deputado federal João Fontes (PTB) pode desistir da sua pré-candidatura ao governo. A razão tem a ver com a decisão do seu partido lançar Roberto Jefferson, que está em prisão domiciliar, como candidato a presidente da República, em convenção nacional do partido realizada na segunda-feira (1), em Brasília.

Surpresa
Ainda segundo Rita Oliveira, João Fontes foi pego de surpresa com a candidatura de Jefferson. “A minha pretensão de concorrer ao governo era para montar palanque para o presidente Jair Bolsonaro (PL). Como ficaria com dois candidatos a presidente? Sei que haverá retaliação do grupo partidário se não apoiar Roberto Jefferson”, explicou.

Plano Diretor
O vereador Breno Garibalde utilizou o plenário para chamar novamente a atenção para o atraso na revisão do Plano Diretor de Aracaju. “Mais uma vez meu pronunciamento aqui é sobre o Plano Diretor de Aracaju. Estamos na boca das eleições, as audiências públicas do plano acabaram há 10 meses e ele ainda não chegou aqui na Câmara para discutirmos”, ressaltou.

Longo
Para o vereador, a discussão é um processo longo e que demanda atenção, “mas sei também da urgência em termos um Plano Diretor Revisado e adequado para nossa cidade”.

Sem acordo
Representando a Frente Nacional de Prefeitos (FNP), o secretário municipal da Fazenda, Jeferson Passos (foto), participou, na terça-feira (2), de uma audiência remota no STF, para discutir as propostas que tentam solucionar o impasse federativo entre a União, estados e o Distrito Federal, na questão do Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços (ICMS) que incide sobre os combustíveis.
Após mais de quatro horas e meia de debates, a comissão agendou a próxima reunião para 16/8, às 14h. Até lá, a União requereu aos estados que divulguem os dados, pelo Comitê Nacional de Secretários de Fazenda dos Estados e do Distrito Federal (Comsefaz), da receita do ICMS de julho. Pelos estados, foi pedida a apresentação de alguma proposta efetiva por parte da União.
Na ADPF 984, o presidente da República, Jair Bolsonaro, pede a limitação da alíquota do tributo à prevista para as operações em geral. Já na ADI 7191, 11 estados questionam regras da Lei Complementar federal 192/2022 que determinaram a uniformidade das alíquotas em todo o território nacional.

**PUBLICIDADE
Publicidade


Capa do dia
Capa do dia



**PUBLICIDADE
Publicidade


**PUBLICIDADE
Publicidade