Sexta, 12 De Agosto De 2022
**PUBLICIDADE
Publicidade

Tribuna


Avatar

Publicado em 18 de maio de 2022
Por Jornal Do Dia Se


Ataque
O presidente Jair Bolsonaro voltou a defender o uso de armas de fogo por civis e a fazer ameaças contra as instituições a ao sistema eleitoral sob a alegação de que a democracia corre risco no Brasil. “Não interessam os meios que, por ventura, um dia tenhamos que usar. A nossa democracia e a nossa liberdade são inegociáveis”, disse Bolsonaro nesta terça-feira (17), durante um evento oficial em Propriá (SE).

Armas
“Defendemos o armamento para o cidadão de bem porque entendemos que arma de fogo, além de uma segurança pessoal para as famílias, também é a segurança para nossa soberania nacional e, a garantia de que a nossa democracia será preservada”, afirmou o ocupante do Palácio do Planalto, de acordo com o Metrópoles.

Liberdade
Na semana passada, Bolsonaro atacou o Judiciário ao afirmar que “marginais em gabinetes [que] querem roubar a liberdade da população”. “Nós, pessoas de bem, civis e militares, precisamos de todos para garantir a nossa liberdade. Porque os marginais do passado usam, hoje, de outras armas, também em gabinetes com ar-condicionado, visando roubar a nossa liberdade”, disse.

Armas
O presidente do Tribunal Superior Eleitoral (TSE), ministro Edson Fachin, disse ontem (17) que o que ocorre no Brasil serve como vitrine para a comunidade global, e que o país tem obrigação de mostrar que não aceita mais aventuras autoritárias.

Vitrine
“Somos hoje uma vitrine para os analistas internacionais, e cabe à sociedade brasileira garantir que levaremos aos nossos vizinhos uma mensagem de estabilidade, de paz e de segurança, e que o Brasil não mais aquiesce a aventuras autoritárias”, disse Fachin.

Democracia
A declaração foi dada durante abertura do evento Democracia e Eleições na América Latina, na sede do TSE, em Brasília. Fachin disse que o Brasil não está alheio ao que acontece em outros países, e que o acontece aqui também exerce influência nos rumos internacionais.

Rodovia
Bolsonaro veio a Sergipe inaugurar 40 quilômetros da duplicação da BR-101, de Propriá a Japaratuba, além de obras de complementares na cabeceira da ponte que divide Sergipe/Alagoas. O senador alagoano Fernando Collor esteve o tempo todo ao lado do presidente.

Por trás
Políticos sergipanos, inclusive o deputado federal Laércio Oliveira (PP), que seria o anfitrião, foram acomodados pelo cerimonial por trás do presidente.

Não foi
Alegando compromissos inadiáveis, o governador Belivaldo Chagas não compareceu ao ato com Bolsonaro. O comunicado foi feito na noite de segunda-feira.

Ausente
Quem também não participou da cerimônia em Propriá foi o ex-prefeito de Itabaiana, Valmir de Francisquinho, pré-candidato a governador pelo PL, partido de Bolsonaro. O ex-prefeito está sendo aconselhado a manter distância do presidente, muito impopular no nordeste.

Prioridade
Está tramitando, na Assembleia Legislativa do Estado de Sergipe (Alese), Projeto de Lei do deputado Iran Barbosa (Psol), que dispõe sobre a prioridade de tramitação dos procedimentos investigatórios de crimes contra crianças e adolescentes no âmbito do estado de Sergipe.

Etiqueta
Ainda, está previsto na propositura que os referidos procedimentos investigatórios devem ser identificados através de etiqueta própria afixada na capa dos autos que faça referência aos termos: “Prioridade – Vítima Criança ou Adolescente”.

Participação
Para buscar a participação popular na construção do Projeto de Lei de Diretrizes Orçamentárias (PLDO) para 2023, a Prefeitura de Aracaju, através da Secretaria Municipal do Planejamento, Orçamento e Gestão (Seplog), realiza audiência pública na segunda-feira (23).

Virtual
O encontro será realizado virtualmente, a partir das 10h, através do canal da Prefeitura no YouTube (www.youtube.com.br/eajucom).

Propostas
A audiência funciona como uma ferramenta para discutir as prioridades, diretrizes e metas da administração. Durante a transmissão, contribuições e comentários podem ser enviados através do chat disponível na plataforma.

Maternidade
Ao visitar as instalações do Hospital e Maternidade Santa Isabel, em Aracaju, a senadora Maria do Carmo Alves (PP) se comprometeu em ajudar os dirigentes da instituição a estruturar uma sala cirúrgica exclusiva para mulheres, assim como contribuir com medidas que visam a ampliação dos atendimentos.

Convite
“Formulamos o convite a todos os parlamentares, e a senadora Maria do Carmo foi a primeira a comparecer”, disse a presidente da instituição, Débora Cristina Santos Leite, que a recebeu juntamente com o vice-presidente Rubens dos Anjos. “A senadora sempre teve forte identificação com as pautas voltadas à saúde da mulher”, revelou a médica.

Sala
Débora explicou que o objetivo é que os parlamentares sergipanos tenham ciência das dificuldades enfrentadas pelo Hospital e Maternidade para manter a assistência às mulheres beneficiárias do Sistema Único de Saúde, e a necessidade da criação da sala cirúrgica.

Ver a Vida
Em execução há cerca de um mês, o Programa Ver a Vida já realizou 2.892 consultas oftalmológicas nos dois consultórios instalados nos bairros da capital e no estacionamento do Aracaju Parque Shopping. A iniciativa da Prefeitura de Aracaju, coordenada pela Secretaria Municipal da Saúde (SMS).

Cirurgias
Até o sábado (21), a carreta segue instalada no Aracaju Parque Shopping realizando, durante toda a semana, as cirurgias dos usuários já atendidos nas consultas e consultas pós-operatórias.

Ações de Rogério
Em reunião realizada nesta terça-feira (17), a Comissão de Assuntos Econômicos (CAE) do Senado aprovou duas importantes propostas relatadas pelo senador Rogério Carvalho (PT/SE), pré-candidato ao governo de Sergipe. Foram aprovados os itens de relatoria do parlamentar referentes ao Projeto de Lei do Senado 187/2017 e o PLS 523/2011.
A primeira propositura trata da redução das tarifas de fornecimento de energia elétrica às unidades consumidoras residenciais nas quais habite paciente em internação domiciliar, que necessite do uso continuado de aparelhos, equipamentos ou instrumentos que utilizem energia elétrica. O benefício atende famílias de baixa renda, com até quatro salários mínimos, que deve se inscrever no Cadastro Único (CadÚnico), para poder requerer o benefício da Tarifa Social de Energia Elétrica (TSEE).
Também foi aprovado o relatório do senador Rogério Carvalho ao PLS 523/2011, que estabelece Programa de Abatimento, no Imposto de Renda Pessoa Física, do gasto na compra de medicamentos especiais. A propositura vem beneficiar pacientes que precisam de medicação de uso contínuo e fazem tratamento domiciliar, mas que não eram beneficiados com a dedução, da base de cálculos do IRPF, dos valores gastos.

**PUBLICIDADE
Publicidade


Capa do dia
Capa do dia



**PUBLICIDADE
Publicidade


**PUBLICIDADE
Publicidade