Terça, 16 De Julho De 2024
       
**PUBLICIDADE
Publicidade

Prefeitos da Grande Aracaju lançam Consórcio do Transporte Coletivo


Publicado em 14 de novembro de 2023
Por Jornal Do Dia Se


Padre Inaldo, prefeito de Socorro(Ana Lícia Menezes/PMA)

Os prefeitos Edvaldo Nogueira (Aracaju), Padre Inaldo (Nossa Senhora do Socorro), Marcos Santana (São Cristóvão) e Alberto Macedo (Barra dos Coqueiros) e o governador Fábio Mitidieri realizaram, nesta segunda-feira (13), a instalação do consórcio metropolitano do transporte público coletivo da Grande Aracaju. Reunidos na sede da Prefeitura de Aracaju, os gestores promoveram a assembleia inaugural da autarquia, que visa assegurar a melhoria do transporte público na capital e na região metropolitana.
O consórcio, que é formado pelos quatro municípios e pelo Governo de Sergipe, levará à criação de uma entidade pública que definirá o formato do sistema de transporte coletivo da região metropolitana de Aracaju e as obrigações de cada ente na gestão do serviço. A administração será de competência da Prefeitura de Aracaju, por ser a capital e a mais populosa entre as quatro cidades, e todas as discussões serão conduzidas de forma coletiva. Criado o consórcio, será publicado, em breve, o edital para a licitação do transporte coletivo, instrumento que representa um importante avanço para esses quatro municípios, como destacou o prefeito Edvaldo.
“Essa é uma grande vitória. Estamos instalando, oficialmente, o consórcio do transporte coletivo da Grande Aracaju e, a partir dele, tomaremos medidas muito importantes que trarão resultados para o presente e futuro do transporte coletivo das nossas cidades. Nesta primeira assembleia, discutimos as questões, as deficiências, os problemas existentes no sistema e marcamos uma nova reunião extraordinária já para o dia 22 de novembro, às 17 horas, para que possamos apresentar as primeiras soluções mais imediatas. Será nesta reunião que oficializaremos as propostas para a melhoria do transporte público da região metropolitana”, afirmou o prefeito da capital.
O prefeito informou ainda que, com a criação do consórcio metropolitano, todas as decisões sobre o sistema de transporte coletivo serão tomadas coletivamente. “Seja do ponto de vista da fiscalização, seja sobre as discussões das linhas, entre outros pontos, tudo será submetido a esta autarquia que terá uma sede própria, estatuto, regulamento. É um momento novo, uma instituição nova que estamos colocando em funcionamento e que, com certeza, irá enfrentar, com base técnica e política, todos os problemas do transporte público para que a população tenha acesso a um serviço eficaz”, completou.
Prefeito de Nossa Senhora do Socorro, Padre Inaldo definiu a primeira reunião do consórcio como “extremamente positiva”. “Este é um momento que esperamos bastante, que temos trabalhado para que se torne concreto desde 2017. Com a instalação do consórcio, algumas preocupações já se amarram para que, na próxima reunião, marcada para o dia 22, possamos apresentar à nossa população algo imediato no que diz respeito à melhoria do transporte público na região metropolitana”, declarou.
De acordo com o prefeito de São Cristóvão, Marcos Santana, a instalação do consórcio “é um avanço significativo” para o sistema de transporte coletivo da Grande Aracaju. “Vínhamos há muito tempo colocando de maneira bastante contundente a necessidade de instalação imediata do consórcio, que foi criado em 2015. A reunião foi muito importante, já deliberamos sobre algumas coisas, sobretudo do ponto de vista administrativo, mas também da atividade-fim do consórcio, que é garantir um transporte seguro e de qualidade, e um sistema que tenha sustentabilidade”, disse.
Prefeito da Barra dos Coqueiros, Alberto Macedo também avaliou a reunião inaugural do consórcio como “muito positiva”. Conforme ressaltou, na próxima reunião, marcada para o próximo dia 22 de novembro, já serão apresentadas soluções concretas para o sistema de transporte coletivo da região metropolitana. “Não tenho dúvida de que esse consórcio vai trazer um benefício muito grande para as populações dos municípios da Grande Aracaju, porque democratiza os problemas, pois todos os municípios farão parte dessa gestão”, frisou.
Consórcio metropolitano – As discussões para a instalação do consórcio foram iniciadas ainda em 2018, quando o prefeito Edvaldo anunciou o início do processo e promoveu a primeira reunião entre os prefeitos das quatro cidades que integram a Grande Aracaju, originando, entre as medidas estabelecidas, a formação de uma comissão com representantes dos municípios para o estudo das leis existentes, com a finalidade de se chegar a um resultado que fosse benéfico às quatro cidades.
Ao longo de 2019, o grupo voltou a se reunir, por diversas vezes, para avançar nas discussões para a instalação do consórcio. Em 2020, contudo, em virtude da pandemia do novo coronavírus, as discussões precisaram ser suspensas para o enfrentamento ao período pandêmico.
Passada a fase de combate à pandemia, em 2022, a Prefeitura de Aracaju, que lidera o processo, contratou a Associação Nacional de Transporte Coletivo (ANTP) para a prestação de consultoria especializada, com a finalidade traçar um diagnóstico preciso do sistema de transporte público que abrange a Grande Aracaju. Para a contratação dessa consultoria, a gestão da capital investiu R$1,9 milhão.

**PUBLICIDADE



Capa do dia
Capa do dia



**PUBLICIDADE


**PUBLICIDADE
Publicidade