Sábado, 20 De Abril De 2024
       
**PUBLICIDADE
Publicidade

Prefeitura disponibiliza novo canal para denúncias de focos e criadouros de Aedes Aegypti


Avatar

Publicado em 23 de fevereiro de 2024
Por Jornal Do Dia Se


Intensificando o plano de ações de combate ao Aedes aegypti, a Prefeitura de Aracaju, por meio da Secretaria Municipal da Saúde (SMS), disponibiliza, desde ontem (22), mais um canal de atendimento para denúncia de focos ou criadouros do mosquito transmissor da dengue, zika e chikungunya. A participação da população é de extrema importância para o combate ao inseto, portanto, a partir de agora, é possível fazer registros e denúncias por meio de um formulário online disponível no site da Prefeitura.
Conforme ressalta a diretora de Vigilância em Saúde (DVS), Taíse Cavalcante, para este novo cadastramento, o usuário deve preencher o formulário com os dados necessários, além de disponibilizar fotos ou vídeos e o endereço da localização denunciada. ” Este novo canal foi implantado com o objetivo de promover ainda mais comodidade e praticidade à população. Através da denúncia referente ao foco, será realizada uma avaliação da foto ou vídeo, pela equipe da Vigilância Epidemiológica, para uma primeira orientação de quem fez a denúncia. Se houver a necessidade de inspeção, essa será realizada pela equipe de campo”, destaca a diretora.
No caso de casas ou terrenos fechados e abandonados, em que a comunidade não sabe informar quem é o proprietário, a equipe de campo busca a identificação junto à Secretaria Municipal da Fazenda (Semfaz).
“Entramos em contato com a Semfaz para, através do cadastro do IPTU, termos acesso ao proprietário do imóvel. A primeira ação é essa. Quando conseguimos o contato, a equipe de campo liga e agenda a visita neste imóvel. Concluída a inspeção, será preenchida uma ficha de visita domiciliar, contendo a data, o horário e o nome do agente de saúde. Por conta da denúncia, o imóvel será monitorado e, caso seja necessário, os agentes retornarão para uma nova inspeção”, informa a diretora.
A população também pode registrar denúncias de focos ou casos suspeitos do Aedes aegypti por meio da Ouvidoria da Saúde, pelo e-mail saú[email protected], enviando fotos e vídeos dos locais com focos ou, ainda, pela central de telefone 0800 729 3534, opção 2, ou do MonitorAju, pela mesma central, clicando na opção 1.

**PUBLICIDADE



Capa do dia
Capa do dia



**PUBLICIDADE


**PUBLICIDADE
Publicidade