Segunda, 15 De Abril De 2024
       
**PUBLICIDADE
Publicidade

Prefeitura já realizou mais de 400 visitas noturnas contra o Aedes


Avatar

Publicado em 26 de março de 2024
Por Jornal Do Dia Se


O objetivo dessas visitas noturnas surgiu da dificuldade de encontrar moradores nos imóveis durante o dia (Divulgação)

Em duas semanas de ação estratégica no combate ao Aedes aegypti, a Prefeitura de Aracaju, por meio da Secretaria Municipal da Saúde (SMS), já realizou, através dos agentes de endemias, 435 visitas noturnas às residências, onde foram encontrados 34 focos. A visita noturna faz parte da campanha “Aracaju contra a Dengue” e, desde o dia 12 de março, às terças e quintas-feiras, as equipes saem para executar o cronograma pré-estabelecido.
De acordo com o gerente do Programa Municipal de Combate ao Aedes (PMCA), Jeferson Santana, na primeira semana dos trabalhos, os agentes concentraram as atividades em um condomínio no bairro Aruana e, na última semana, as visitas aconteceram nos bairros Farolândia e Atalaia.
“Antes dos agentes irem ao local, é realizada uma conversa prévia com o síndico do condomínio dos imóveis, para que os moradores sejam sensibilizados e orientados a deixarem os agentes adentrar as casas. O objetivo dessas visitas noturnas surgiu da dificuldade de encontrar moradores nos imóveis durante o dia, o que prejudicava o trabalho de combate ao Aedes”, destaca Jeferson.
Mesmo com as visitas pré-agendadas, os agentes ainda encontram dificuldades para entrar em algumas residências, portanto, a gestão municipal reforça a importância da população abrir as portas e receber as equipes. “Infelizmente, existem alguns obstáculos no acesso a condomínios particulares, tanto de casas, quanto de apartamentos. Estes costumam ser mais burocráticos, principalmente os de padrão aquisitivo mais elevado. Essa dificuldade na visita impossibilita que nossos profissionais possam realizar esse trabalho tão importante, que é o de identificação e eliminação dos focos do mosquito nas áreas comuns dos imóveis”, ressalta o gerente.

Principais criadouros – Durante a visita todos os agentes estão fardados e com crachá de identificação, o que confirma que são trabalhadores da Saúde de Aracaju. A equipe inspeciona os principais criadouros do mosquito, e o que mais encontram são focos nas calhas dos telhados dos imóveis, principalmente nos condomínios.
“Nas áreas comuns dos condomínios são verificados os ralos expostos às chuvas, as caixas de drenagem pluviais e da casa de bomba quando existe piscina, já que, para o desenvolvimento do Aedes, basta existir qualquer espaço que acumule água parada, a exemplo de lavanderia, tonel, caixa d’água, vaso, prato de planta, entulho e resíduos sólidos. Caso necessário, é realizada a aplicação dos larvicidas”, salienta Jeferson ao alertar a população quanto aos cuidados que cada um deve ter em sua casa.

**PUBLICIDADE



Capa do dia
Capa do dia



**PUBLICIDADE


**PUBLICIDADE
Publicidade