Sexta, 24 De Maio De 2024
       
**PUBLICIDADE
Publicidade

Sangue azul


Avatar

Publicado em 23 de abril de 2024
Por Jornal Do Dia Se


Com a bênção do varão. (Divulgação)

Rian Santos
 
As palavras têm significado. Quando alguém define a si mesmo como pessoa conservadora afirma, invariavelmente, a própria satisfação perante o mundo. 
Um homem branco de classe média, cisgênero, heterossexual, por exemplo, frequentemente se define como um homem conservador. Nada mais natural. Para ele, a vida é um mar de rosas, injustiças não lhe alcançam.
Um homem negro, desde que se reconheça como tal, ao contrário, mais das vezes possui inclinação política radicalmente diversa. O status quo não o favorece. Um negro pobre e ainda por cima gay tem motivos de sobra para engrossar as fileiras da Revolução. Ainda mais se bater tambor num terreiro, filho de santo com a cabeça feita, macumbeiro.
O amor, por vezes, não ousa dizer o seu nome. Isso, porque os crimes de ódio ignorados pelos conservadores ainda matam centenas de brasileiros, ano a ano. Mulheres morrem, vítimas do mesmo crime. Mulheres negras e trans, também.
O Brasil dos conservadores, onde parlamentares como Rodrigo Valadares atuam com o único objetivo de impedir as transformações indispensáveis à sobrevivência de grande parte dos brasileiros, é pátria amada e cristã – um lugar de religião sem deus e cultos sem piedade, um lugar odiento. 
Ontem,  Moana Valadares se lançou pré-candidata à Câmara de Vereadores, em Aracaju. Define-se conservadora. Por ela, eu deduzo, negros e negras, mulheres, gays e travestis podem continuar morrendo assassinados, feito moscas, as vítimas dos crimes de ódio não terão a sua atenção, não a comovem.
Moana é uma mulher conservadora. Assim, à  sombra de Rodrigo Valadares,com a bênção do varão, ela pode até fazer política. Desde que esteja o tempo todo ciente: O sangue em suas veias tem a cor azul.
**PUBLICIDADE



Capa do dia
Capa do dia



**PUBLICIDADE


**PUBLICIDADE
Publicidade