Sexta, 23 De Fevereiro De 2024
       
**PUBLICIDADE
Publicidade

Sergas completa 30 anos de distribuição de gás natural canalizado


Avatar

Publicado em 27 de dezembro de 2023
Por Jornal Do Dia Se


Trajetória é marcada por atendimento de excelência aos usuários, crescimento de gasodutos e busca por fontes renováveis, tornando-se um grande vetor de desenvolvimento para o estado

A Sergipe Gás S/A (Sergas), distribuidora de gás natural canalizado, celebra 30 anos de trajetória em Sergipe. Ao longo de três décadas, a Sergas cresceu e avançou na expansão da rede de gás no estado. Somente em 2023, a distribuidora ampliou sua rede em 30 quilômetros na capital e no interior do estado, com o investimento total de R$12.907.143,31. Os investimentos contemplaram os oito municípios já atendidos pela Sergas: Aracaju, Nossa Senhora do Socorro, Rosário do Catete, Estância, Carmopólis, Laranjeiras, São Cristóvão e Barra dos Coqueiros.

O avanço mercadológico da Sergas em 2023 é mensurado através de 4.012 novas ligações em território sergipano, sendo 3.375 novos clientes em Aracaju e mais 637 no interior do estado. Ao todo, a distribuidora tem atualmente em seu portfólio 41.326 usuários, divididos em 54 usuários no segmento industrial; 31 postos de combustíveis no segmento de gás natural veicular (GNV); 459 no segmento comercial e nove usuários em cogeração; e 40.771 no segmento residencial, contando também com um usuário no segmento de gás natural comprimido e um usuário como consumidor livre. Além disso, durante o ano, a Sergas participou dos principais eventos do segmento, em busca de novas opções de suprimento de gás, por meio de matérias primas renováveis. 

Vinculada ao Desenvolvimento 

A Sergas é uma companhia de direito privado, sociedade de economia mista, vinculada à Secretaria de Estado do Desenvolvimento Econômico e da Ciência e Tecnologia (Sedetec). A Sergas foi criada em 27 de dezembro de 1993, com o objetivo de distribuir gás natural canalizado aos diversos segmentos de mercado (comercial, industrial, residencial, automotivo, geração e outros), seja para fins de matéria prima, de geração de energia ou de outras formas de utilização.

Durante o ano de 2023, o Governo de Sergipe teve como uma de suas metas o desenvolvimento econômico, voltando seus esforços para a geração de emprego e renda para a população sergipana. O governador Fábio Mitidieri destacou que o estado tem o objetivo de ampliar a infraestrutura para a recepção de grandes empresas e indústrias que venham se instalar em território sergipano e afirmou que a Sergas ocupa um papel importante na distribuição do gás natural, uma das principais matérias primas das indústrias.

“O Estado tem a perspectiva de uma oferta de gás natural, proveniente de mananciais encontrados pela Petrobras em águas ultraprofundas, na costa sergipana, de aproximadamente 18 milhões de metros cúbicos de gás por dia. Além disso, Sergipe se consolidou como o estado que possui as melhores e mais modernas práticas regulatórias e legais do país, a partir da homologação do Novo Regulamento de Gás Canalizado, ocupando o primeiro lugar na última atualização do Ranking do Mercado Livre de Gás Natural (Relivre). Essa colocação nos posiciona como estado facilitador de atração de empresas e novos investimentos em nosso território”, disse o governador. 

Gasodutos

Em outubro deste ano, a companhia atingiu a marca significativa de 300 quilômetros de gasodutos construídos em Sergipe. A Sergas concluirá o ano com um total de 312 quilômetros de infraestrutura enterradas (rede de dutos) em Sergipe. A distribuidora encerrará 2023 com a quantidade de 291 mil metros cúbicos de gás distribuídos por dia para os seus usuários nos diversos segmentos, além de movimentar para o consumidor livre do estado de Sergipe no período de maior produção da fábrica, o volume de mais de 1 milhão 200 mil metros cúbicos de gás por dia. 

O diretor-presidente da Sergas, José Matos, ressaltou que a Sergipe Gás S/A cada vez mais se consolida como empresa estratégica para o desenvolvimento de Sergipe, dotando o estado de infraestrutura enterrada de gás nas principais áreas industriais do estado. O gás natural canalizado é matéria prima, tanto como combustível como também como gerador de energia.

“Com uma visão voltada para o futuro através dos seus três acionistas – Estado de Sergipe, Commit e Mitsui – a distribuidora sergipana direciona suas ações para o aumento e a diversidade do seu portfólio de supridores da molécula do gás natural, dotando a companhia de maior independência através dos processos de chamadas públicas, buscando obter as melhores condições contratuais e também para diversificar a sua origem”, explicou José Matos. 

Fontes renováveis 

O gestor completa afirmando a busca por recursos renováveis. “Além de distribuir o gás natural fóssil, a companhia tem mantido contatos para a aquisição da matriz energética renovável com empresas destinatárias de resíduos sólidos, as quais têm bom potencial gerador de biometano. A Sergas busca ainda conhecimento de tecnologia para a produção do biometano no estado de Sergipe através do Sergipe Parque Tecnológico (SergipeTec), que poderá gerar o gás em localidades onde ainda não há rede de gasodutos, ampliando a interiorização do gás natural canalizado”, disse José Matos.

Um dos destaques dessa busca é a aproximação da Sergas com o Cibiogás, localizado no Parque Tecnológico de Itaipu (PTI), o qual detém toda a tecnologia e que poderá transferir conhecimentos, tecnologia e processos para o estado de Sergipe para que o governo possa passar a produzir o combustível renovável, por meio do SergipeTec no interior do estado, com a aquisição da produção do biometano pela Sergas para posterior distribuição.

**PUBLICIDADE



Capa do dia
Capa do dia



**PUBLICIDADE


**PUBLICIDADE
Publicidade