Sábado, 15 De Junho De 2024
       
**PUBLICIDADE
Publicidade

Teixeira briga com goleiro e deixa o Mixto


Publicado em 12 de julho de 2012
Por Jornal Do Dia


Treinador Celso Teixeira brigou com o goleiro Perereca e está cotado para retornar ao Itabaiana

Givaldo Batista
givaldobs@yahoo.com.br

A saída de Laelson Lopes está criando dificuldades para os dirigentes do Itabaiana. Até o momento, a diretoria não definiu o nome do treinador substituto. Ontem circulou na cidade de Itabaiana o nome do ex-treinador Celso Teixeira, que no início desta semana deixou a equipe do Mixto onde passou pouco tempo.

Teixeira é conhecido notoriamente por criar problemas por onde passa com dirigentes, torcedores e principalmente com atletas. Foi assim no Sergipe, quando saiu e deixou a equipe na mão. No Itabaiana, apesar de ter sido campeão, Teixeira já encontrou o "prato feito" e deixou a equipe para assinar com o Mixto, quando ao diretoria queria sua continuidade no time serrano, para o Brasileiro da Série D.   

Celso x Perereca – No Mixto, Teixeira já estava sem ambiente e teve que "pegar o boné". Na última semana, o Mixto enfrentou uma confusão e a diretoria teve que administrar um problemão: a briga entre o técnico Celso Teixeira e o capitão da equipe, o goleiro Perereca. A briga terminou com os dois sendo multados pela diretoria e o jogador afastado dos treinos.

A história que começou fantástica naufragou quando o capitão do clube, o goleiro Perereca, se desentendeu com o técnico Celso Teixeira. A confusão entre os dois desestabilizou o elenco.

Perereca e Celso Teixeira deram suas versões do que realmente aconteceu. Perereca disse que o desentendimento começou quando ele teria pedido ao técnico para Julian cobrar uma falta em vez de Furlan. "Quando eu fui falar com o Celso, ele começou a me ofender com palavras de ‘baixo calão’, chamando-me de sem vergonha e mau caráter, afirmou o goleiro.

Perereca ainda disse que foi ofendido pelo treinador e, por pouco, os dois não brigaram no vestiário do Eurico Gaspar Dutra. Já Celso Teixeira enfatizou que o goleiro é um ‘comandado’ e que teria que ter tido uma outra postura diante da situação. Perereca ressaltou que de amigo, Teixeira se transformou apenas em um colega de trabalho.

– Logo um cara que eu trabalhei quatro vezes e que indiquei para o Mixto. Saí de dois clubes, porque ele foi mandado embora e eu saí com ele, porque ele tinha me levado. Qual motivo eu tinha que ter ofendido ele? Eu tinha ele como um amigo. Hoje eu tenho ele como um colega de profissão, finalizou Perereca.
Para o técnico, o fato não passou de um mal-entendido.

– Não houve confusão. Estão fazendo tempestade em copo d’água. A reclamação foi com os jogadores de defesa e não de ataque. No momento ele não deveria ter feito aquilo. Ele esteve no hotel, ele sabe disso – afirmou Teixeira.

Celso Teixeira está cotado para retornar ao Itabaiana. Além de Teixeira, Freitas Nascimento, Daniel Lourenço e Zé Humberto estão cotados. Enquanto não se define o nome do treinador, José Ferreira continua preparando a equipe para a partida de domingo contra o Feirense, no presidente Médici.

**PUBLICIDADE



Capa do dia
Capa do dia



**PUBLICIDADE


**PUBLICIDADE