**PUBLICIDADE
Publicidade

Tremores de terra atingem o município de Malhador


Publicado em 24 de novembro de 2021
Por Jornal Do Dia


O solo no município sergipano de Malhador tremeu por mais de uma oportunidade na noite da última terça-feira (23). A confirmação foi apresentada por peritos do Laboratório Sismológico (LabSis) da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), depois que moradores garantiram ter sentido o movimento atípico na cidade localizada no Agreste Central Sergipano. Estudos mostram que a trepidação da terra levemente sentida pelos moradores aconteceu pontualmente às 21h41; outros tremores ocorreram minutos depois, mas incapazes de serem percebidos sem a utilização de equipamentos. Apesar do susto, os especialistas garantem que esses movimentos se tratam de abalos os quais estão dentro daquilo que é espero para esta região geográfica do estado de Sergipe.

Esse não foi o primeiro caso de tremor de terra identificado pelos sergipanos ao long dos últimos 90 dias. Também com notificação oficializando o movimento – emitido pela LabSis -, no dia 16 de setembro a cidade de Gararu registrou leve movimentação de terra sem que o abalo pudesse ter sido identificado pela maioria dos moradores. Apresentando um grau de magnitude superior, já no dia 29 do mesmo mês tremores puderam ser sentidos por um maior número de pessoas. De acordo com o professor do LabSis, Eduardo Meneses, não é possível descartar a possibilidade de fenômenos semelhantes serem sentidos ainda neste final ano em várias partes do território sergipano.

“Alguns desses eventos atingiram a magnitude maior de 1.4, e os outros em torno de 1, e menos de 1. A intensidade deles é bem pequena, mas como devem ser rasos é por isso que foram sentidos pela população”, disse. Questionado sobre a possibilidade de o tremor ter provocado danos estruturais – seja em empresas, órgãos públicos e residências -, Eduardo Menezes esclareceu que: “esses eventos não causam nenhum dano estrutural, são muito pequenos, apesar de terem sido percebidos por populares. No geral, os tremores foram ouvidos porque devem ter sido muito rasos.” Este é o segundo abalo sísmico registrado este ano na cidade de Malhador.

**PUBLICIDADE
Publicidade


Capa do dia
Capa do dia



**PUBLICIDADE
Publicidade


**PUBLICIDADE