Domingo, 21 De Abril De 2024
       
**PUBLICIDADE
Publicidade

Vacina contra covid-19 é inserida no Calendário Nacional de Vacinação Infantil


Avatar

Publicado em 21 de dezembro de 2023
Por Jornal Do Dia Se


A Prefeitura de Aracaju, por meio da Secretaria Municipal da Saúde (SMS), informa que o Programa Nacional de Imunizações incluiu a vacina contra a covid-19 no Calendário Nacional de Vacinação para crianças de 6 meses a menores de 5 anos de idade. A decisão é do Ministério da Saúde e passou pela avaliação da Câmara Técnica de Assessoramento em Imunização da Covid-19 (CTAI).
Assim como outras vacinas que, obrigatoriamente, as crianças devem receber a cada ano, o imunizante contra a covid-19 também passará a fazer parte do esquema vacinal da criança de até 4 anos, 11 meses e 29 dias.
De acordo com a coordenadora de Imunização da SMS, Larissa Ribeiro, crianças a partir dos 6 meses até os 5 anos incompletos terão que tomar três doses para completar o esquema vacinal. “A primeira dose deverá ser aplicada a partir dos 6 meses de idade e, com o intervalo de 28 dias da primeira dose, a criança já pode receber a segunda dose do imunizante. Ao passar mais 56 dias, o esquema pode ser concluído com a terceira dose”, explica Larissa.
A nota técnica do Ministério da Saúde aponta que, até novembro de 2023, no Brasil, cerca de 6,2 milhões de doses foram administradas na população pediátrica, incluindo crianças entre 6 meses e menores de 5 anos de idade, possibilitando a avaliação sobre a segurança e os benefícios da vacinação contra a covid-19.
“Desde o início da vacinação contra a covid-19 no Brasil, foram registradas 21,7 notificações de casos suspeitos de Eventos Supostamente Atribuíveis à Vacinação ou Imunização (ESAVI) a cada 100 mil doses administradas nessa população. Do total de casos notificados, 91,6% foram reações leves e esperadas, apresentando evolução favorável. Foram notificados 0,2 casos suspeitos de ESAVI grave a cada 100 mil doses administradas, sendo essa frequência considerada muito rara pela Organização Mundial de Saúde (OMS). A partir da avaliação de causalidade entre a vacina e o ESAVI notificado, não foram identificados eventos fatais associados com as vacinas Covid-19 pediátricas até o momento”, descreve o documento.

**PUBLICIDADE



Capa do dia
Capa do dia



**PUBLICIDADE


**PUBLICIDADE
Publicidade