**PUBLICIDADE
Publicidade

Advertência do ano velho


Avatar

Publicado em 30 de dezembro de 2023
Por Jornal Do Dia Se


EDITORIAL –

Os brasileiros já enfrentaram anos mais difíceis. Em passado ainda recente e de triste memória, a comunhão infeliz de pandemia mais o bolsonarismo produziu mortes e desemprego em grande escala. Em 2023, o maior desafio dos governantes foi o de construir sobre terra arrasada.
No plano econômico, a perseguição da meta de déficit zero ganhou as bases propostas numa ambiciosa reforma tributária, aliada à geração de emprego e renda. Os juros, ainda muito altos, caíram a patamares menos irrazoáveis. De Janeiro a novembro, 1.914.467 postos de trabalho foram criados.
No plano social também há avanço. O programa Bolsa Família completou 20 anos em outubro. Estudo realizado pela Fundação Getulio Vargas (FGV), Instituto de Pesquisa Econômica Aplicada (Ipea) e Banco Mundial, em parceria com o Ministério do Desenvolvimento e Assistência Social, Família e Combate à Fome, aponta que 3 milhões de famílias beneficiárias do programa deixaram a pobreza em 2023.
O fato mais importante do ano, entretanto, remete ao passado de triste memória aqui já mencionado. No dia 08 de janeiro, o golpe insuflado pelos próceres do bolsonarismo por anos a fio foi contido pelas autoridades da República. A Democracia brasileira resistiu à pantomima golpista. Centenas foram presos. Mas os arquitetos e financiadores do atentado antidemocrático ainda estão em vias de serem responsabilizados.
O ano que se vai deixa uma lição, uma advertência. Nas palavras do ministro Alexandre de Moraes, do Supremo Tribunal Federal: “Não existe liberdade de manifestação para atentar contra a Democracia, para pedir AI-5, para pedir a volta da tortura, a morte dos inimigos políticos, intervenção militar: isso é crime!”.

**PUBLICIDADE



Capa do dia
Capa do dia



**PUBLICIDADE


**PUBLICIDADE
Publicidade