Sexta, 24 De Maio De 2024
       
**PUBLICIDADE
Publicidade

BNB investe R$ 401 milhões em Sergipe


Avatar

Publicado em 07 de maio de 2024
Por Jornal Do Dia Se


ø;

O Programa de Desenvolvimento Territorial do Banco do Nordeste (Prodeter) resultou na aplicação de R$ 1,76 bilhão em 2023. O Prodeter é a estratégia da instituição para contribuir com o desenvolvimento territorial e local, fortalecendo a competitividade das atividades econômicas da região.
O valor corresponde a 102.237 operações relativas a atividades econômicas priorizadas em 145 Planos de Ação Territorial (PATs). No acumulado, a partir de 2016, o programa superou o valor total de R$ 6,5 bilhões contratados.
Os financiamentos beneficiaram 127 territórios nos nove estados da Região e em parte de Minas Gerais e do Espírito Santo. As mulheres formam 20% dos participantes do programa, que também atua em comunidades quilombolas e de povos originários.
Segundo levantamento elaborado pelo Escritório Técnico de Estudos Econômicos do Nordeste (Etene), área de pesquisas do BNB, no ano passado o Prodeter gerou ou ajudou a manter 115,2 mil empregos, propiciou aumento de R$ 604,3 milhões na massa salarial e incremento de R$ 266,7 milhões na arrecadação tributária. O trabalho indica, ainda, incremento de R$ 3,6 bilhões no valor bruto da produção e de R$ 2,1 bilhões no valor adicionado à economia.
Sergipe – Em Sergipe, as contratações do Prodeter somam R$ 401 milhões em 2023, equivalentes a 4.227 financiamentos. O estado registrou o maior volume contratado por meio do programa em toda a área de atuação do BNB, que abrange os nove estados do Nordeste e parte dos estados de Minas Gerais e do Espírito Santo.
Os recursos beneficiaram 13 territórios localizados em 45 municípios sergipanos. No estado, foram realizadas 44 ações de difusão de tecnologia e inovação, efetivadas pelos agentes de desenvolvimento, funcionários do Banco do Nordeste responsáveis pela ligação entre o BNB e os agentes econômicos e institucionais empenhados na elaboração, implementação e avaliação dos PATs.
O destaque em Sergipe é a ampliação de 60% da produtividade de leite, produzido por bovinocultores que participam do Prodeter no território Alto Sertão Sergipano. Algumas ações, como distribuição de palmas, mudas de gliricídia e de moringa (que servem como alimento para o gado), além de cursos de manejo do gado leiteiro e inovações tecnológicas, como o programa de inseminação artificial por tempo fixo, resultaram em expansão do melhoramento genético e do trato sanitário dos animais.

**PUBLICIDADE



Capa do dia
Capa do dia



**PUBLICIDADE


**PUBLICIDADE
Publicidade