Segunda, 15 De Abril De 2024
       
**PUBLICIDADE
Publicidade

Bolsa Família chega a 385,7 mil famílias de Sergipe a partir desta sexta


Avatar

Publicado em 16 de fevereiro de 2024
Por Jornal Do Dia Se


Com repasse do Governo Federal de R$ 260,9 milhões, o Bolsa Família chega a 385,7 mil beneficiários de Sergipe a partir desta sexta-feira, 16 de fevereiro. No estado, os 75 municípios estão contemplados e a média recebida por família é de R$ 676,55. Este mês, 64,2 mil beneficiários em condição de maior vulnerabilidade recebem também o Auxílio Gás, no valor de R$ 102.
Sete municípios sergipanos receberão pagamento unificado do Bolsa Família nesta sexta: Carira, Frei Paulo, Monte Alegre de Sergipe, Neópolis, Nossa Senhora da Glória, Porto da Folha e Tobias Barreto. Essas cidades estão inseridas em ações de enfrentamento a desastres. O valor repassado pelo Governo Federal é de R$ 28,4 milhões e chega a 41,8 mil famílias. Para os demais municípios sergipanos, os pagamentos seguem de forma escalonada, de acordo com o final do Número de Identificação Social (NIS) de cada integrante, até o dia 29 (confira calendário abaixo).
A capital, Aracaju, reúne o maior número de beneficiários no estado. São 62,2 mil a partir de um repasse de R$ 41,5 milhões. O valor médio por integrante do programa no município é de R$ 667,56. Na sequência dos cinco municípios com maior número de beneficiários no estado estão Nossa Senhora do Socorro (34.260), Lagarto (23.141), Itabaiana (13.750) e Tobias Barreto (13.228).
No recorte que leva em conta os repasses diretos aos beneficiários, o município com maior valor médio em Sergipe é Cumbe, com média de R$ 781,56 para as 1.121 famílias atendidas na cidade. Na sequência aparecem Porto da Folha (R$ 736,34), Capela (R$ 723,41), Indiaroba (R$ 710,49) e Ilha das Flores (R$ 706,69).
Entre os benefícios complementares criados com o novo Bolsa Família, há 147,6 mil crianças de zero a seis anos que recebem adicional de R$ 150 em Sergipe, a partir de um repasse de R$ 21,3 milhões referente ao Benefício Primeira Infância. A cesta de benefícios complementares também acrescenta R$ 50 neste mês a mais 6,2 mil gestantes, 10,1 mil mulheres em fase de amamentação, 196,6 mil crianças e adolescentes de sete a 16 anos e 44,7 mil adolescentes de 16 a 18 anos.

**PUBLICIDADE



Capa do dia
Capa do dia



**PUBLICIDADE


**PUBLICIDADE
Publicidade