Quarta, 17 De Abril De 2024
       
**PUBLICIDADE
Publicidade

Calor e chuva requerem maior atenção contra o aedes aegypti


Avatar

Publicado em 08 de dezembro de 2023
Por Jornal Do Dia Se


AGENTE DE SAÚDE EM AÇÃO

Os últimos meses do ano são conhecidos pela predominância do calor forte com pancadas de chuva. Esse conjunto de fatores é o mais propício para acelerar o desenvolvimento do mosquito Aedes aegypti. Por isso, a Prefeitura de Aracaju, por meio da Secretaria Municipal da Saúde (SMS), lembra à população quais são os cuidados mais importantes durante esse período.
“Com a proximidade do verão, há um desenvolvimento mais rápido do ovo se transformar em mosquito, considerando isso, em cinco dias já teremos um mosquito adulto, que se estiver infectado, transmitirá alguma arbovirose, ou seja, as doenças transmitidas pelo Aedes. Por essa razão, existe a possibilidade de haver surtos ou epidemias no verão, justamente porque há o sol muito quente e de vez em quando as chuvas”, explica a diretora de Vigilância e Atenção à Saúde da SMS, Taise Cavalcante.
É a água mais quente do que o habitual que auxilia o surgimento rápido do mosquito, levando a Prefeitura de Aracaju e a população a aumentarem a vigilância nas ruas da cidade, praças e casas, sobretudo porque o principal local de predominância dos criadouros é na residência de cada morador que deixa de lado o cuidado fundamental para a saúde coletiva.
O controle residencial segue recomendações de limpeza dos reservatórios de água e a não permanência de água parada. Atitudes simples podem diminuir as chances de proliferação do mosquito, incluindo escorrer a água dos pratinhos de plantas, não permitir o acúmulo em lajes, colocar areia em todos os locais que acumulem água no quintal, manter fechado em caso de inutilização os ralos de cozinha e banheiro, lavar com bucha e sabão duas vezes por semana lavanderias, tonéis e depósitos de água, além de mantê-los cobertos; dentre outras.
Outro fator que colabora com o aumento da população do mosquito são as viagens de férias, lembra o gerente do Programa Municipal de Controle do Aedes aegypti, Jeferson Santana.

**PUBLICIDADE



Capa do dia
Capa do dia



**PUBLICIDADE


**PUBLICIDADE
Publicidade