Domingo, 23 De Junho De 2024
       
**PUBLICIDADE
Publicidade

Cartão já atende a mais de 470 mil sergipanos que são vulneráveis


Publicado em 15 de agosto de 2023
Por Jornal Do Dia Se


ambém em julho passado foi aprovado na Assembleia Legislativa de Sergipe (Alese) o Projeto de Lei de autoria do Poder Executivo que cria a nova modalidade CMais Cidadania.

Desde a sua criação, em 2020, o Programa Cartão Mais Inclusão (CMais) do Governo do Estado, operacionalizado pela Secretaria de Estado da Assistência Social e Cidadania (Seasc), já beneficiou, em média, 470 mil sergipanos em situação de vulnerabilidade social. O programa começou com o benefício CMais Alimentação e, hoje, já contabiliza sete categorias diferentes de atendimento: CMais Cidadania; CMais Sergipe pela Infância – SPI; CMais Sergipe Acolhe; CMais Mulher; CMais Mães Solo; CMais PVHA e CMais Fenil. Mais recentemente, no último dia 9, os 28 novos beneficiários foram contemplados com o Cartão Mais Fenil (CMais Fenil), por meio da Secretaria de Estado da Assistência Social e Cidadania. A nova modalidade foi incluída no programa a partir da Lei Nº 9.239/2023, sancionada no dia 17 de julho deste ano.
A criação do CMais Fenil visa combater a insegurança alimentar para uma população ainda mais vulnerável, que são as pessoas com a doença fenilcetonúria (alteração genética rara), que compromete o metabolismo de proteínas do indivíduo. O objetivo é atender as necessidades alimentares e nutricionais da população assistida, com meios para a aquisição mensal de alimentos com baixo teor de fenilalanina.
Também em julho passado foi aprovado na Assembleia Legislativa de Sergipe (Alese) o Projeto de Lei de autoria do Poder Executivo que cria a nova modalidade CMais Cidadania. Por meio dele, o governo repassará mensalmente a quantia R$ 130,00 para atender às pessoas e famílias em situação de insegurança alimentar e nutricional.

Acesso – Cada CMais tem seus próprios critérios, mas para receber o benefício de transferência de renda o usuário precisa estar cadastrado no Cadastro Único (CadÚnico) – programa do Governo Federal que identifica quem são e como vivem as famílias que se encontram na linha de pobreza no país. Para conhecer as regras e se cadastrar para receber o auxílio, os interessados devem estar com o CadÚnico atualizado, e, a depender do programa, o usuário precisa se cadastrar por meio de formulário de inscrição, que se encontra no site da Seasc (https://assistenciasocial.se.gov.br/).
Após o cadastro, caso o usuário seja contemplado, ele receberá o contato da Seasc ou do técnico de referência do município. Os benefícios variam entre R$ 130,00; R$ 200,00; R$ 500,00 e R$ 600,00, que serão pagos enquanto estiver dentro dos critérios estabelecidos em Lei. Para o CMais Cidadania, o valor é de R$ 130,00; para o CMais Sergipe pela Infância são R$ 130,00 e às gestantes, R$ 130,00 mais três parcelas de R$ 200,00. São R$ 200,00 para os beneficiários do CMais PVHA (pessoas que vivem com HIV/Aids); R$ 500,00 no CMais Mulher e R$ 600,00 no CMais Mães Solo. Já no CMais Sergipe Acolhe são R$ 500,00, enquanto o CMais Fenil contempla o beneficiário com R$ 200,00.

**PUBLICIDADE



Capa do dia
Capa do dia



**PUBLICIDADE


**PUBLICIDADE
Publicidade