Sexta, 23 De Fevereiro De 2024
       
**PUBLICIDADE
Publicidade

Construção de pontes, Ipesaúde e piso da enfermagem


Avatar

Publicado em 20 de setembro de 2023
Por Jornal Do Dia Se


Foto: Arthur Soares/ASN

O governador de Sergipe, Fábio Mitidieri, informou que o edital para a construção da ponte da avenida Tancredo Neves ao bairro Coroa do Meio, em Aracaju, será lançado no dia 26 de setembro, marcando mais uma etapa em benefício da mobilidade urbana na capital do estado. Foi durante entrevista a rádio Transamérica FM.
Fábio também anunciou que o lançamento do edital de licitação para a obra da ponte que unirá Neópolis, no baixo São Francisco sergipano, ao município de Penedo, em Alagoas, está programado para o dia 3 de outubro, em Brasília, com a presença do ministro dos Transportes, Renan Filho. A ponte facilitará o escoamento de produtos e aumentará o fluxo de turistas na região. A obra demandará investimento de R$ 320 milhões.
“Nossa previsão é assinar ordem de serviço da ponte Tancredo-Coroa do Meio em dezembro. As três pontes (Aracaju-Barra, Tancredo Neves-Coroa do Meio e Neópolis-Penedo) visam impulsionar o desenvolvimento econômico e o turismo sergipanos e melhorar a qualidade de vida dos cidadãos”, disse o governador na ocasião.
Mitidieri também falou pagamento do Piso da Enfermagem, por meio do Governo Federal, discutiu a situação das Fundações Hospitalares e a reestruturação do Instituto de Promoção e de Assistência à Saúde de Servidores do Estado de Sergipe (Ipesaúde), destacando os esforços para aprimorar os serviços de saúde em todo o estado.
“O Estado complementava, todo mês, R$ 8 milhões no Ipesaúde. No final do ano, ainda eram necessários mais R$ 50 milhões. Não era mais suportável financeiramente. A reestruturação é necessária para manter o Ipes. Sobre as Fundações de Saúde, não é interesse do Estado a extinção delas. Estamos buscando uma solução jurídica pela Procuradoria”, pontuou o governador.
Mitidieri também abordou o pagamento do Piso da Enfermagem. Em agosto, enviou Projeto de Lei (PL) para implementação do Piso, que foi aprovado pelos deputados. Foram enviados dados de mais de seis mil profissionais da rede própria, conforme critérios estabelecidos pelo Ministério da Saúde, recebendo repasse de R$ 13 milhões. Esse montante contempla 2.372 profissionais do total de cinco mil que têm direito ao piso e é referente ao período de maio a agosto.
“Vamos seguir o que determina o STF. Os Estados não conseguiram efetuar o pagamento ainda porque recebemos os repasses com inconsistências de dados. O valor é por CPF, e tem servidor que o Ministério mandou o dinheiro a menos, outros, a mais. Estamos analisando juridicamente”, explicou Fábio.

**PUBLICIDADE



Capa do dia
Capa do dia



**PUBLICIDADE


**PUBLICIDADE
Publicidade