Terça, 25 De Junho De 2024
       
**PUBLICIDADE
Publicidade

Crises do vôlei e basquete ajudam meninas do handebol a curtir status de "queridinhas" do país


Publicado em 03 de agosto de 2012
Por Jornal Do Dia


As meninas do handebol vivem os bons momentos com os últimos resultados em Londres

O basquete feminino brasileiro não ganha uma medalha em Jogos Olímpicos desde o bronze em Sydney, em 2000, e perdeu seus três jogos feitos até agora em Londres. Além disso, viu algumas polêmicas fora de quadra, como o corte de Iziane às vésperas da Olimpíada por levar o namorado no quarto.

A seleção feminina de vôlei sempre foi uma das mais carismáticas e caiu nas graças em 2008 depois de obter uma medalha de ouro ao se recuperar de fracassos como derrotas dramáticas para Cuba e Rússia em edições anteriores dos Jogos e Mundiais.

Mas, agora, a equipe vem de momento conturbado fora de quadra e duas derrotas seguidas em Londres, o que coloca em risco as chances de classificação para a segunda fase.

Enquanto isso, a seleção feminina de handebol vem em um processo de evolução no cenário mundial e colhe os louros da boa campanha até agora na Olimpíada, com três vitórias em três jogos. Ver partidas desta equipe passou a ser um dos alvos preferidos de torcedores brasileiros.

As jogadoras dizem sentir já o reconhecimento do público e são informadas por parentes e pelos acessos nas redes sociais sobre a boa repercussão de suas vitórias, o que faz com que esta equipe seja a nova "queridinha" da torcida brasileira, curtindo os méritos conquistados desde o Mundial do ano passado.

 "A gente está colhendo tudo o que a gente plantou e agora era momento de colher os resultados positivos. As mensagens da torcida e o apoio andam motivando cada vez mais. Minha mãe e minhas primas sempre falam.  Dizem que o pessoal tem mandado boa sorte, parabéns e estão torcendo muito", falou Dara.

"Isso [a boa repercussão] é legal. A gente sabe por jornais e pelo Facebook, mas a gente sabe que a divulgação lá não é tanta, preferem mostrar outros esportes", alertou Ana Paula.
Até para dar dicas de como aprender a jogar a boa campanha brasileira já rendeu.  "Meu irmão também joga handebol e ele diz que está todo mundo perguntando onde pode jogar treinar e quando começar. Ele falou que todo mundo quer saber de jogar handebol agora", falou Alexandra.

A seleção feminina de handebol venceu até agora seus três jogos, contra Croácia, Montenegro e Reino Unido, e lidera seu grupo. Na sexta, às 12h15 (horário de Brasília), encara a Rússia, em jogo que provavelmente vai definir o primeiro colocado da chave.

A colocação no grupo A pode favorecer o Brasil no cruzamento de quartas de final contra as seleções que vêm da outra chave [que conta com forças como Noruega, França e Dinamarca]. Se terminar na ponta, a equipe de Soubak encara o quarto time melhor classificado do outro lado.

**PUBLICIDADE



Capa do dia
Capa do dia



**PUBLICIDADE


**PUBLICIDADE