Sexta, 19 De Abril De 2024
       
**PUBLICIDADE
Publicidade Publicidade

Dez anos de Orquestra Jovem


Avatar

Publicado em 09 de março de 2024
Por Jornal Do Dia Se


Orquestrando a vida de meninas e meninos (Diego di Souza)

Celebrar 10 anos de uma orquestra totalmente dedicada a crianças e adolescentes é festejar, antes de tudo, o poder de transformação social que a música proporciona. A história da Orquestra Jovem de Sergipe, realizada pelo Instituto Banese e Governo de Sergipe, com o patrocínio do Grupo Energisa, confirma isso. Enquanto aprendem a ler partituras, tocar instrumentos, entoar canções, meninos e meninas ultrapassam obstáculos e transformam suas próprias vidas.
Os violinos, violas, violoncelos, contrabaixos, instrumentos de sopro, de percussão e as próprias vozes, com o auxílio fundamental dos professores, são as ferramentas utilizadas pelos mais de 600 meninos e meninas assistidos pelo projeto ao longo desse tempo. Os recursos de aprendizagem, juntamente com pilares como a disciplina, a excelência, a autoconfiança, a convivência, os conduziu a conquistas importantes na vida profissional, a exemplo do ingresso de mais de cem deles no ensino superior e de tantos outros no mercado de trabalho onde seguem se apresentando profissionalmente, além de diversos resultados que repercutem no âmbito pessoal, familiar e comunitário.
Uma das vidas orquestradas pelo projeto é a de Thainná Melo, aluna da primeira turma de violoncelo no ano de 2014, quando tinha apenas 14 anos. “Eu amadureci e me tornei adulta dentro da Orquestra. Participar desse projeto me proporcionou tocar um instrumento e vislumbrar novas oportunidades, contribuindo diretamente para minha formação como professora. Estou emocionada de fazer parte dessa história e poder comemorar esses 10 anos”, registra Thainná.
O professor de contrabaixo Erik Sarmento compõe a equipe do projeto desde o início e frisa que a mudança de visão sobre o futuro é o que ele mais observa nos seus alunos. “A atividade da música exige que você seja uma pessoa mais concentrada, mais dedicada, e eu vejo isso nos meus alunos, inclusive nos primeiros, que hoje já trilham um caminho profissional”.
O aluno de violino Hugo dos Santos, de 17 anos, faz parte do projeto desde 2018. Ele conta que nem sabia que existia esse instrumento de corda até conhecer a Orquestra e fazer parte dela. “Eu nunca tinha visto um violino, nem sabia que existiam tantos instrumentos de corda. Quando vi o maestro tocando na minha escola me apaixonei e no mesmo dia pedi para minha mãe fazer minha inscrição. Hoje eu vejo um futuro diferente para mim. Aprendi muita coisa na orquestra, amadureci e me vejo trabalhando com música muito em breve”, compartilha Hugo.
 
De mãos dadas – O maestro Marcio Bonifácio, que em 2014 ingressou no projeto como professor de violino, explica que a orquestra é um ambiente de construção e de superação. Segundo ele, chegar a 10 anos já é a primeira grande conquista. 
“Nenhum aluno entrou no projeto com conhecimentos sobre instrumentos, mas a equipe foi construindo e formando esses meninos e meninas, que já em outubro do mesmo ano fizeram a primeira apresentação. Além disso, seja na música ou não, ver os nossos alunos seguindo a vida com empenho e visão de futuro é gratificante. Portanto, mesmo diante das adversidades, manter o projeto vivo durante todo esse tempo é a grande conquista que impulsiona todas as outras”, destaca.
A história de sucesso da Orquestra Jovem de Sergipe só é possível através dos patrocínios e apoios de empresas e instituições comprometidas. Para o Grupo Energisa, que desde o primeiro ano patrocina o projeto social possibilitando que atualmente mais de 260 crianças e adolescentes sejam beneficiadas com o ensino da música de forma gratuita, o investimento não poderia desemboca em melhor caminho.
“Todos esses meninos e meninas estão de parabéns por todos os dias conquistarem conhecimento através da música. Desejo que eles continuem se desenvolvendo e que se transformem em adultos que trilham um bom caminho”, destacou o diretor-presidente da Energisa, Roberto Currais.
 
A comemoração – Para celebrar essa década marcante na vida de centenas de crianças e adolescentes, nas comunidades do Santa Maria e 17 de Março, e no cenário musical de Sergipe, será realizado um concerto comemorativo no dia 26 de março, às 19h30, no Teatro Tobias Barreto. A entrada será gratuita e aberta ao público em geral, sujeita a lotação do espaço.
**PUBLICIDADE



Capa do dia
Capa do dia



**PUBLICIDADE


**PUBLICIDADE
Publicidade Publicidade