Domingo, 14 De Abril De 2024
       
**PUBLICIDADE
Publicidade

Flamengo apresenta lateral uruguaio Matías Viña: “Vim aqui para ganhar”


Avatar

Publicado em 20 de fevereiro de 2024
Por Jornal Do Dia Se


Matías Viña na apresentação ao Flamengo: “Vim aqui para ganhar” (Divulgação)

Quase um mês depois do anúncio oficial, o Flamengo apresentou Matías Viña nesta segunda-feira. O valor da negociação com a Roma, da Itália, foi de oito milhões de euros (R$ 42,7 milhões). Há a possibilidade de bônus em caso de conquista do Brasileiro ou da Libertadores. Cada um deles vale 500 mil euros. Ele se junta ao compatriota De La Cruz, ex-River Plate, como únicos reforços contratados para a temporada atual.
– Desde o primeiro momento que falaram para vir ao Flamengo, já vinha falando antes com Giorgian (de Arrascaeta) e falei que queria vir. Feliz de estar aqui – afirmou Viña, em suas primeiras palavras durante a apresentação, para depois explicar o motivo de trocar a Europa, mesmo sendo titular, pelo Flamengo.
Questionado por que deixou a Europa mesmo com sequência de jogos e na condição de titular absoluto do Sassuolo, Viña colocou a ambição como fator preponderante.
– Estava jogando lá, mas tem uma coisa que é muito importante. Vim aqui para ganhar, gosto de ganhar, de competir, e nessa equipe (Sassuolo) não tinha como. Essa é a maior motivação. Não jogava muitas competições, só a Serie A, uma vez por semana, a competência que o futebol brasileiro tem é muito acima.
Viña, de 26 anos, foi regularizado no começo deste mês, já havia participado de algumas atividades durante a pré-temporada nos Estados Unidos, mas estava em fase final de recuperação de uma lesão no joelho sofrida em dezembro. Ele chegou a ser relacionado para o jogo contra o Volta Redonda, mas foi retirado por questões burocráticas.
Viña sempre se mostrou muito impressionado com as manifestações da torcida do Flamengo desde a Copa América, quando esteve ao lado de Arrascaeta em viagens com o Uruguai pelo Brasil. Na época, acompanhou de perto a paixão do torcedor. A recepção na sua chegada aos Estados Unidos e os jogos no Maracanã nesse começo de temporada confirmaram sua expectativa.
– Estou muito ansioso. Quando estava na Roma, tinha muita gente no estádio também, mas no Sassuolo não tinha. A torcida foi uma motivação também. Esse momento fora do Brasil foi uma loucura. Tão longe e tanta gente em um treino. Isso que marca o Flamengo – disse Viña, que contará com Arrascaeta, De La Cruz e Varela para acelerar sua adaptação.

**PUBLICIDADE



Capa do dia
Capa do dia



**PUBLICIDADE


**PUBLICIDADE