Sexta, 19 De Julho De 2024
       
**PUBLICIDADE
Publicidade

Fumacê costal: cronograma da semana contempla Santos Dumont, Porto Dantas e Grageru


Publicado em 22 de agosto de 2023
Por Jornal Do Dia Se


Nos bairros específicos e a substância é pulverizada das 17h às 19h, horário de maior movimentação do mosquito.

A Prefeitura de Aracaju, por meio da Secretaria Municipal da Saúde (SMS), realiza ações estratégias para combater as doenças transmitidas pelo Aedes aegypti nos bairros com maior notificação de casos na capital.
Nesse sentido, a SMS mantém um calendário semanal de aplicação do fumacê costal para evitar a proliferação do mosquito transmissor da dengue, zika e chikungunya. Conforme a programação desta semana, na terça-feira (22), as equipes de endemia atuarão no bairro Santos Dumont; na quarta-feira (23), no bairro Porto Dantas; e na quinta-feira (24), será a vez do bairro Grageru. O cronograma será encerrado no sábado (26), quando os agentes realizarão o mutirão no bairro Atalaia.
De acordo com o gerente do Programa Municipal de Combate ao Aedes aegypti, Jeferson Santana, a aplicação do Tratamento a Ultrabaixo Volume (UBV), popularmente conhecido como fumacê costal, é um trabalho preventivo.
“A substância é pulverizada das 17h às 19h, horário de maior movimentação do mosquito e a escolha dos bairros ocorre a partir da análise dos casos notificados pela SMS em um ponto da comunidade, bem como a elevação dos índices para risco de infestação apontado pelo Levantamento Rápido de Índices para Aedes aegypti – LIRAa, em bairros específicos”, explica o gerente do Programa.
Jeferson ressalta ainda que, no momento da aplicação, é importante que a população colabore e deixe as portas e as janelas de casa bem abertas para que o inseticida aplicado pelos agentes de combate a endemias possa eliminar os mosquitos existentes na residência.
“No mutirão, aos sábados, o apoio da população continua sendo fundamental no trabalho de conscientização e combate ao mosquito, recebendo os nossos agentes de endemias. As ações estratégicas municipais não diminuem a responsabilidade do cidadão, que precisa ficar atento ao acúmulo de água em casa. Orientamos aos moradores para fazerem uma busca detalhada no imóvel para que, numa possível identificação de algum risco possa ser feito o controle e eliminação”, enfatiza Jeferson.
Em caso de suspeitas de focos do mosquito em casas fechadas ou outras localidades, a população deve entrar em contato com a Ouvidoria da Secretaria Municipal da Saúde, através do e-mail saúde.ouvidoria@aracaju.se.gov.br, enviando fotos e vídeos para registrar a denúncia, ou ainda pelo telefone 0800 729 3534, opção 2.

**PUBLICIDADE



Capa do dia
Capa do dia



**PUBLICIDADE


**PUBLICIDADE
Publicidade