**PUBLICIDADE
Publicidade

MARTA E A ESTRELA COR DE ROSA


Avatar

Publicado em 03 de agosto de 2023
Por Jornal Do Dia Se


* Lelê Teles

É muito triste, dói no fundo da alma ver o choro da Marta.
Mais uma vez.
A maior jogadora de futebol de todos os tempos encerra sua participação em mundiais sem trazer o caneco.
E ela tentou por seis vezes!
Ela se esforçou muito, ela deu tudo o que pode.
Em 2007, a alagoana nos levou à tão sonhada final.
Foi quando, artista e esteta que é, usando um batom na cor açaí, sugeriu que a estrela do mundial feminino deveria ser bordada em rosa, sobre o escudo da amarelinha.
Uma revolução de ordem heráldica, estética e ludopedológica.
E a poeta quase conseguiu!
Porém, dessa vez estivemos muito distantes.
O Brasil foi muito mal nos dois últimos jogos dessa copa, técnica e táticamente.
Pia escalou mal, mexeu mal e não consegui exibir brasilidade naquele time.
Ao contrário de algumas seleções que demonstraram uma enorme evolução física, tática e técnica, o Brasil mostrou um futebol curupira.
Jogou com os pés pra trás.
A Ppia sequer aprendeu a falar português; ela parece não ter entendido muito bem o grau de entrega que a função dela exigia.
O fato d’ela ter aparecido arranhando uma música do Alceu no violão não é suficiente para que ela consiga compreender, de verdade, que o futebol brasileiro precisa ser arte!
Voltemos à Marta, porque a seleção terá tempo pra corrigir os erros.
Zico também não tem um mundial, dirás.
Satanagens dos deuses do futebol!
Acho com Zico menos injusto, o galo bateu um pênalti que poderia ter nos conduzido ao troféu, e ele errou!
Marta não teve sorte e nem culpa.
Messi poderia ter sido mais um injustiçado.
O gênio argentino foi à sua segunda final, com um time mediano, enfrentando uma frança muito superior.
Mas além d’ele ter feito o que deveria fazer em campo, fora de campo o time dele tinha um ténico sensacional.
Ooi o que faltou pra Marta.
É isso, Vampeta é campeão do mundo.
A Marta não é.
Seguimos torcendo pelas meninas.
A estrela cor de rosa virá.
E Marta, obrigado por tudo!

* Lelê Teles, jornalista, publicitário e roteirista

**PUBLICIDADE
Publicidade


Capa do dia
Capa do dia



**PUBLICIDADE
Publicidade


**PUBLICIDADE
Publicidade