Domingo, 14 De Abril De 2024
       
**PUBLICIDADE
Publicidade

Ministra pede empenho aos estados contra mosquito


Avatar

Publicado em 27 de fevereiro de 2024
Por Jornal Do Dia Se


Em reunião virtual com a ministra da Saúde, Nísia Trindade, nesta segunda-feira (26), o governador de Sergipe, Fábio Mitidieri, juntamente com gestores da região Nordeste, tratou sobre a situação da dengue no país. De acordo com o governador, o Nordeste já tem uma expertise em lidar com a questão.
“Há décadas a gente já trabalha com a conscientização da população sobre como prevenir a proliferação do Aedes aegypti”, disse o governador, ressaltando que atualmente o estado de Sergipe se encontra em situação estável de número de casos da doença.
Na ocasião, foi discutida a possibilidade de distribuição de cartilha informativa e repelente nas 319 escolas que integram a rede de ensino estadual de Sergipe. As secretarias de Estado da Saúde (SES) e da Educação e Cultura (Seduc) irão alinhar a estratégia e apresentar ao governador ainda esta semana.
Ainda durante a reunião desta segunda, a ministra da Saúde enfatizou que os estados do Nordeste têm sido exemplo para as outras regiões do país. “Alguns estados estão em uma situação mais tranquila, mas não menos em alerta”, considerou Nísia Trindade, solicitando que os governadores reforcem a necessidade de campanhas focadas no assunto.
No próximo sábado (2), será realizado o Dia D, ação nacional coordenada pelo Ministério da Saúde que divulga e mobiliza a população brasileira para o combate ao mosquito.
Em Sergipe, as ações de prevenção à dengue no estado são realizadas de forma conjunta. Os secretários de Estado da Saúde e da Educação e Cultura, Walter Pinheiro e Zezinho Sobral, respectivamente, estiveram na reunião para alinhar com o governador estratégias de atuação da gestão estadual. “Já bolamos estratégias de prevenção junto aos municípios sergipanos, no que diz respeito à divulgação de protocolos, manejo clínico e utilização de teleconsulta”, exemplificou Walter Pinheiro.
Já no campo de atuação da Educação, o secretário Zezinho Sobral chamou a atenção para o importante papel das escolas na campanha de conscientização. “Serão feitas orientações por meio da distribuição de cartilhas. Quando crianças e adolescentes recebem instruções, eles levam para a casa e seus pais acabam seguindo”, afirmou.
Apesar de o quadro em Sergipe não estar classificado como alto risco de incidência, os cuidados preventivos precisam ser redobrados. Diante da situação, o Governo do Estado já realiza, como ações preventivas: elaboração de Plano de Contingência para respostas às epidemias de dengue, chikungunya e zika no estado; criação do Grupo de Trabalho Executivo (GTE), em ação desde dezembro de 2023; mapeamento epidemiológico do cenário atual.
Além disso, o uso constante de estratégias complementares, como o carro fumacê e o repasse de insumos estratégicos (larvicida e inseticidas) para os municípios para a utilização em medidas de controle e prevenção às arboviroses e campanha e ampla divulgação para mobilização social com participação popular.

**PUBLICIDADE



Capa do dia
Capa do dia



**PUBLICIDADE


**PUBLICIDADE
Publicidade