Domingo, 16 De Junho De 2024
       
**PUBLICIDADE
Publicidade

Morte de idoso atropelado gera protestos em avenida


Publicado em 30 de agosto de 2023
Por Jornal Do Dia Se


Identificado como Givanildo Santos, a vítima tentava atravessar de bicicleta a via, na faixa de pedestres, quando foi atingido por um carro da Administração Estadual do Meio Ambiente (Adema).

Milton Alves Júnior

A morte de um homem, de 61 anos, vítima de atropelamento no último final de semana, causou revolta a moradores do bairro Porto Dantas, zona Norte de Aracaju. Há mais de dez anos residentes na comunidade pleiteiam melhorias e instalação de redutores na via. Diante do mais recente caso envolvendo óbito, a população decidiu novamente ocupar a Avenida Euclides Figueiredo, realizar um ato público, e, desta vez, posicionar o caixão com o corpo do idoso na região central da avenida. Identificado como Givanildo Santos, a vítima tentava atravessar de bicicleta a via, na faixa de pedestres, quando foi atingido por um carro da Administração Estadual do Meio Ambiente (Adema).
Railton Ferreira, primo de Givanildo, lamentou a ocorrência, destacou que os moradores estão impaciente com a recorrência dos fatos, e destacou que a presença da urna fúnebre no meio da avenida foi mais uma forma de chamar a atenção de todos os gestores públicos para o problema. A proposta da ação também foi gerar uma comoção entre os demais aracajuanos que não residem no bairro, mas possuem conhecimento da luta travada com frequência. A mobilização foi monitorada por equipes do Corpo de Bombeiros, da Polícia Militar e da Superintendência Municipal de Transporte e Trânsito de Aracaju (SMTT). Após o ato, o grupo seguiu em cortejo para realizar o sepultamento.
“É preciso que os administradores resolvam de uma vez por todas esse problema; se isso não acontecer, em breve vamos sofrer a dor de outra família que terá que enterrar algum ente querido vítima de atropelamento. Colocar o corpo do meu primo aqui foi a única forma que encontramos para chamar ainda mais a atenção das autoridades; [ele] foi atropelado e o motorista nem parou para prestar socorro. Ele foi levado pelo Samu para o Huse, mas morreu quando chegou lá”, denunciou. Sobre o condutor do veículo envolvido no acidente fatal, na manhã de ontem a direção da Adema emitiu nota de esclarecimento. O nome do motorista não foi revelado.
“O motorista estava em posse do veículo no final de semana em razão do cumprimento de escala de plantão junto à equipe de resgate de animais silvestres. No momento do acidente, ele não estava em diligência, configurando uso indevido do veículo”, informou a Administração Estadual do Meio Ambiente.

**PUBLICIDADE



Capa do dia
Capa do dia



**PUBLICIDADE


**PUBLICIDADE
Publicidade