Quarta, 28 De Fevereiro De 2024
       
**PUBLICIDADE
Publicidade

Mulher sequestrada por ex-marido é encontrada em matagal


Avatar

Publicado em 30 de janeiro de 2024
Por Jornal Do Dia Se


Milton Alves Júnior
 
Dezoito dias após ter sido declarada desaparecida, foi encontrada em uma área de vegetação próxima a Prainha do município de Canindé de São Francisco, uma mulher – de identidade e idade não reveladas -, vítima de sequestro. Equipes do 4º Batalhão de Polícia Militar (4º BPM), foram comunicados sobre a possibilidade de a vítima ter sido abandonada em um área de difícil acesso, e distante do fornecimento de água potável e árvores frutíferas. Natural do município de Itabaiana, registros do último sinal emitido pelo telefone móvel da mulher contribuíram para que o setor de inteligência da Secretaria de Estado da Segurança Pública (SSP/SE) encurtasse de forma representativa o raio de buscas.
Conforme revelado pela Polícia Militar, durante mais de cinco horas ininterruptas os agentes percorreram trechos densos compostos por vegetação de capoeira e caatinga até avistar a mulher deitada, com sinais de desidratação, próximo a um riacho. Com o apoio das equipes militares, a vítima foi imediatamente encaminhada para o Hospital Municipal de Canindé, onde passou a ser monitorada por profissionais da medicina e enfermagem. Ao atingir consciência estável, capaz de dialogar com lucidez, a paciente revelou que o ex-companheiro havia sido o responsável pela ação criminosa. A fúria do homem – também de identidade não revelada -, aconteceu depois que a vítima descobriu a sua atuação profissional irregular. O suspeito se apresentava como médico.
“A mulher relatou que foi convidada pelo seu ex- companheiro para conhecer Canindé de São Francisco, no início deste mês, onde ele trabalha e tem residência fixa. Pouco tempo depois, ela acompanhou o homem até o local conhecido como Prainha de Canindé, onde, sob ameaça de uma arma de fogo, foi obrigada a entrar em uma área de mata fechada. A mulher também informou que o denunciado esteve várias vezes no local e a obrigou a tomar medicamentos que causavam forte sonolência. Em um desses momentos, o suposto sequestrador deixou uma garrafa contendo uma mistura de água e veneno, conhecido como ‘chumbinho’, para que ela acabasse com o sofrimento que vinha passando”, informou a PMSE.
Quanto ao exercício ilegal da profissão, o boletim operacional da Polícia Militar revelou que “a vítima explicou que descobriu que o ex-companheiro estava exercendo a profissão de médico de maneira ilegal, incluindo a falsificação de atestados e procedimentos abortivos, e resolveu denunciá-lo. Diante das graves denúncias, os policiais foram até a residência do suspeito. O homem autorizou a entrada dos militares, que realizaram buscas no imóvel e apreenderam diversos aparelhos celulares e uma grande quantia em dinheiro. O suspeito e o material custodiado foram encaminhados à delegacia para o prosseguimento das investigações.” A vítima segue recebendo acompanhamento especializado, e as investigações permanecem por tempo indeterminado.
**PUBLICIDADE



Capa do dia
Capa do dia



**PUBLICIDADE


**PUBLICIDADE
Publicidade