**PUBLICIDADE
Publicidade

O Brasil vai bem, obrigado!


Avatar

Publicado em 04 de julho de 2023
Por Jornal Do Dia Se


Emir Sader

O primeiro grande erro das avaliações dos primeiros seis meses do governo na mídia é o de avaliar o desempenho do Lula e não do governo e do que mudou no Brasil. É uma visão muito redutiva.
Claro que as mudanças se deram a partir do governo e o comando do governo é feito pelo Lula. Mas a mídia se concentra no que eles consideram “erros do Lula”, ou melhor, no que eles consideram como erros do Lula, atitudes que eles atribuem ao Lula.
O que interessa é o que mudou no Brasil nestes seis meses. Que vem da ação do governo e do Lula como Presidente. Mas, o que conta é o que esse governo, sob a direção do Lula, conseguiu mudar o Brasil.
Se deveria, assim, partir do que era o Brasil dia 31 de dezembro de 2022 e como está o país em 30 de junho de 2023. Não é o que fazem.
E como vai o Brasil? Vai bem, obrigado!
Tudo o que mudou no Brasil desde aquele momento foi para melhor. Em todos os planos. Em primeiro lugar, o que a mídia chama de civilidade, para designar a reinstalação de um clima político de convivência das diferenças, de respeito das posições de todas as instituições democráticas, de garantia das instituições.
O que, traduzido em outros termos, o Brasil retomou a democracia. Tinha deixado de ser um país democrático desde o golpe midiático-jurídico, em 2016, que impediu Dilma de cumprir seu segundo mandato como Presidenta do Brasil, cargo para o qual tinha sido eleita em 2014.
Viveu um período de 6 anos de governos autoritários, que além do golpe de 2016, prendeu o Lula por 580 dias e o condenou, sem provas, impedindo-o de ser candidato à presidência do Brasil em 2022.
Desde o começo deste ano, o Brasil só melhorou, começando pela vigência da institucionalidade. O que decorre do estilo de Lula como Presidente do Brasil. Pelo clima democrático, pelo respeito às posições distintas, pela aceitação da rotatividade democrática.
A economia vai muito bem. Todos os índices são positivos. Da retomada do crescimento da economia, da diminuição do desemprego, do aumento do trabalho formal, da diminuição do dólar, da alta da bolsa de valores, do aumento dos investimentos nacionais e estrangeiros.
A imagem política do Brasil foi recuperada, com a política externa do governo e as viagens do Lula tendo um enorme efeito positivo. Com seu discurso sobre a situação do mundo na atualidade, sobre a necessidade da solidariedade com os que mais necessitam, com a prioridade da luta pela paz e contra a miséria, Lula aparece como o grande estadista do mundo no século XXI.
Um estadista do Sul do mundo, um líder latino-americano, um dirigente sindical, o melhor Presidente que o Brasil já teve, responsavel pela maior recuperação da situação do país no começo do século XXI e agora de novo.
Lula chega, no final do primeiro semestre do seu governo, com 56% de apoio e com 40% de rejeição, numa perspectiva ascendente, no momento em que o Brasil vai muito bem, obrigado.

Colunista do 247, Emir Sader é um dos principais sociólogos e cientistas políticos brasileiros

**PUBLICIDADE
Publicidade


Capa do dia
Capa do dia



**PUBLICIDADE
Publicidade


**PUBLICIDADE
Publicidade