Quinta, 20 De Junho De 2024
       
**PUBLICIDADE
Publicidade

Pastor é acusado de estuprar garota de 16 anos durante um ritual


Publicado em 14 de agosto de 2012
Por Jornal Do Dia


A delegada Lara Schuster Batista, do Departamento de Atendimento a Grupos Vulneráveis (DAGV), começou a ouvir ontem os depoimentos relativos a uma denúncia de estupro contra o pastor evangélico Robério Lopes, da Igreja Assembléia de Deus Betel. A queixa foi prestada na última sexta-feira pelo padrasto de uma adolescente de 16 anos. Na queixa, ele relata que a garota teria sido abusada sexualmente pelo religioso na casa dela, no bairro 18 do Forte (zona norte de Aracaju), onde a vítima estava acompanhada por uma prima. A própria adolescente esteve ontem de manhã no DAGV, acompanhada da mãe, a dona-de-casa Ana Cristina Vasconcelos. Na delegacia, as duas prestaram depoimento e, depois, conversaram com jornalistas.

Ana Cristina reafirmou a existência do crime, com base no que lhe foi contado pela filha, e responsabilizou o pastor. "Ela disse que ele tinha ido lá (na casa da vítima) para ungir ela. Ele pediu para ela entrar no quarto, ficar deitada de bruços e foi ungir ela. Minha filha nem teve noção, já estava suja quando chegou em casa", disse, relatando que Robério teria tirado a roupa dela, passado um óleo em seu corpo e consumado o estupro. O óleo, de acordo com a mãe, teria deixado a menina sonolenta. "Eu estou com um lençol aqui, sujo com o esperma dele. Ela também ficou toda suja. Eu até estou com medo dela ter ficado grávida", afirma a mãe.

A adolescente já realizou exames de corpo delito no Instituto Médico-Legal (IML), mas o resultado que pode comprovar ou não a existência do estupro ainda não ficou pronto. Apesar disso, Ana Cristina é categórica ao acusar o religioso e demonstra revolta ao falar do assunto. "Eu estou revoltada, indignada, muito triste com tudo isso. Acima de tudo, eu quero que prendam ele, que ele vá pregar lá dentro (da cadeia)", dispara.

A dona-de-casa admitiu que conhecia o pastor há menos de três semanas, quando procurou a igreja em busca de apoio para reclamar de um integrante da igreja, o qual teria agredido seu outro filho em uma briga. Robério prometeu tomar providências, mas, dias depois, passou a entrar em contato com ela, dizendo que teria "uma revelação divina" para fazer à adolescente, de forma reservada. "Ele ficou ligando e dizendo que tinha revelação. Tem mensagem dele, chamada dele no celular, tem tudo", acusa.

A delegada do DAGV preferiu não gravar entrevistas, mas disse que a vítima confirmou o abuso sexual no depoimento. Ela informou que pretende ouvir o depoimento do pastor, mas aguarda a chegada dos laudos do IML, sem descartar um possível indiciamento do acusado.

Defesa – O pastor Robério Lopes falou na manhã de ontem a uma emissora de rádio da capital e negou ter estuprado a adolescente, afirmando ter tomado conhecimento da acusação no domingo, quando o caso chegou à imprensa. "Infelizmente tive meu nome envolvido neste caso, já pedi a Deus que ele perdoe essa senhora e essa jovem, pois tenho plena convicção dos meus atos, e se tivesse alguma culpa sobre o que estou sendo acusado assumiria sem problemas. Vou me reunir com meu advogado e tudo será esclarecido, estou à disposição para realizar exames e responder judicialmente, pois sou inocente", disse ele.

O religioso, que é de Pernambuco, negou a informação de que teria se envolvido em escândalo semelhante no seu estado. Ele também anunciou que já entregou o cargo que ocupava na igreja. "Vim para a capital sergipana para assumir o posto de pastor nesta igreja e aqui estou realizando meu trabalho. No entanto, por causa dessas falsas acusações, estou me afastando das atividades a partir desta segunda até que tudo seja esclarecido. Enquanto líder de uma igreja, não posso deixar que esse episódio manche a imagem da Assembleia de Deus, muito menos minha posição enquanto pastor", afirmou Lopes, ao anunciar que não dará mais entrevistas sobre o assunto. (Gabriel Damásio)

**PUBLICIDADE



Capa do dia
Capa do dia



**PUBLICIDADE


**PUBLICIDADE
Publicidade