Domingo, 21 De Abril De 2024
       
**PUBLICIDADE
Publicidade

Pé-de-Meia inicia pagamento de incentivos a estudantes da rede pública


Avatar

Publicado em 27 de março de 2024
Por Jornal Do Dia Se


O Pé-de-Meia, política do governo federal voltada à redução da evasão escolar no ensino médio, deu um passo importante esta semana durante encontro do presidente Lula e do ministro da Educação, Camilo Santana, com estudantes de escolas públicas de todo o país, no Palácio do Planalto. Na ocasião, foi anunciado o início do pagamento do primeiro incentivo financeiro-educacional do programa.
O Pé-de-Meia é voltado a alunos carentes do ensino médio e busca evitar que eles deixem a escola para trabalhar e ajudar no sustento das famílias. Segundo foi anunciado, a parcela única de R$ 200, referente à matrícula, começaria a ser paga na terça-feira (26), conforme o mês de nascimento dos estudantes.
Até 7 de abril, serão feitos os depósitos do incentivo para quem estiver matriculado em alguma série do ensino médio público e com as informações consolidadas e enviadas pelas redes de ensino até 8 de março, no Sistema Gestão Presente (SGP). Ao todo, 2,44 milhões de alunos serão beneficiados.
O depósito será realizado em contas digitais já abertas pela Caixa em nome dos beneficiados. Caso o estudante contemplado seja menor de idade, será necessário que o responsável legal o autorize a movimentar a conta para sacar o dinheiro ou utilizar o aplicativo Caixa Tem. Esse consentimento poderá ser feito em uma agência bancária da Caixa ou pelo aplicativo Caixa Tem. Se o aluno tiver 18 anos ou mais, a conta já estará desbloqueada para utilização do valor recebido.
Durante o evento, Lula fez a entrega dos cartões da Caixa aos alunos presentes e classificou como “muito grave” os dados do Censo Escolar 2023 segundo os quais 480 mil estudantes abandonaram o ensino médio no ano passado.
“São meio milhão de adolescentes, na idade mais extraordinária da vida da gente, a idade que a gente mais sonha, que mais tem aspiração. Um jovem que desiste de ir na escola porque tem que ajudar o pai, tem que ajudar o orçamento da família, tem que ajudar a mãe, ou seja, esse jovem está jogando fora a perspectiva de um futuro brilhante, de um futuro promissor, dele fazer uma carreira numa universidade, virar uma figura intelectualmente importante e profissionalmente importante”, disse o presidente.
**PUBLICIDADE



Capa do dia
Capa do dia



**PUBLICIDADE


**PUBLICIDADE
Publicidade