Sábado, 20 De Julho De 2024
       
**PUBLICIDADE
Publicidade

Policiais civis realizam protestos por negociação salarial


Publicado em 25 de outubro de 2023
Por Jornal Do Dia Se


“Demos continuidade ao estado de alerta até o Pré-Caju para demonstrar nossa insatisfação com a desvalorização acumulada e tratamento do Governo com os policiais civis de Sergipe.” destacou o presidente sindical, Jean Rezende.

Milton Alves Júnior

Na luta pela retomada das negociações do projeto de reestruturação da carreira da Polícia Civil no estado de Sergipe, durante a manhã de ontem os servidores com atuação no Departamento de Homicídios e Proteção à Pessoa (DHPP), em Aracaju, decidiram cruzar os braços e pressionar a administração estadual. Apontando o próximo dia 03 de novembro como data limite para que o governo de Sergipe atenda ao pleito da classe trabalhadora, os profissionais ligados à Secretaria de Estado da Segurança Pública aprovaram em assembleia extraordinária, a realização de nova suspensão das atividades. O ato público está agendado para acontecer na próxima terça-feira (31), em frente à sede da SSP, na capital sergipana.
Conforme criticado pela direção do Sindicato dos Policiais Civis do Estado de Sergipe (Sinpol-SE), ao longo dos últimos meses a categoria busca a administração estadual com a finalidade de resolver os impasses, mas seguem sem respostas. “Demos continuidade ao estado de alerta até o Pré-Caju para demonstrar nossa insatisfação com a desvalorização acumulada e tratamento do Governo com os policiais civis de Sergipe. Na assembleia de hoje, a categoria decidiu mais uma vez pelo fechamento da unidade durante o período da assembleia. Não podemos descartar a possibilidade de greve caso não haja mudança de cenário; essa definição, se chegar a este ponto, ficará a cargo dos policiais civis”, informou o presidente sindical, Jean Rezende.
Em contraponto o governo do estado informou por meio de nota pública que respeita a manifestação dos servidores, mas destacou que tem encaminhado ações de valorização profissional dos servidores da segurança pública de Sergipe. Dentre elas está o pagamento do adicional de periculosidade, compromisso assumido com as categorias e que já será pago na folha do mês de outubro. A SSP destacou ainda que busca manter diálogo contínuo com as categorias do serviço público, inclusive com a Polícia Civil, inclusive, já tendo realizado reuniões com representantes da categoria desde o início da gestão. Por fim, no que se refere à reestruturação da carreira da Polícia Civil, o Poder Executivo Estadual afirmou ter ciência da demanda dos servidores, a qual será analisada e discutida para o devido encaminhamento.

**PUBLICIDADE



Capa do dia
Capa do dia



**PUBLICIDADE


**PUBLICIDADE
Publicidade