Quinta, 29 De Fevereiro De 2024
       
**PUBLICIDADE
Publicidade

Prefeito sanciona lei que congela tarifa de ônibus na Grande Aracaju


Avatar

Publicado em 05 de dezembro de 2023
Por Jornal Do Dia Se


Edvaldo sanciona leis que devem melhorar transporte coletivo na Grande Aracaju(Ana Lícia Menezes/PMA)

O prefeito Edvaldo Nogueira sancionou, nesta segunda-feira (4), um pacote de leis voltadas à melhoria do serviço de transporte público na Grande Aracaju. De autoria do Executivo e aprovadas pela Câmara Municipal de Aracaju, três novas leis vão garantir o congelamento da tarifa e viabilizar a renovação de parte da frota que opera no sistema nos municípios da região metropolitana, bem como a prorrogação do custeio temporário da gratuidade para pessoas com deficiência e a redução da alíquota do Imposto Sobre Serviços de Qualquer Natureza (ISSQN) para as empresas do setor.
“Acabei de sancionar três leis cujos projetos foram encaminhados na semana passada para a Câmara Municipal e que se referem à melhoria do transporte público. Duas leis instituímos no ano passado e estamos renovando, que são as legislações para a gratuidade das pessoas com deficiência no transporte coletivo e a redução do ISSQN para as empresas que atuam no setor. Já a terceira representa uma grande inovação e foi anunciada também na semana passada, que é a lei para o congelamento da tarifa do transporte coletivo e para a viabilização da renovação de frotas a partir do ano que vem. Então, são leis extremamente importantes, que beneficiam as pessoas que mais precisam e demonstram o nosso compromisso com a melhoria do sistema de transporte coletivo da região metropolitana”, destacou o prefeito.
De acordo com Edvaldo, apesar de Aracaju concentrar apenas 50% dos usuários do sistema, a Prefeitura da capital arcará com a integralidade do subsídio para o congelamento da tarifa em toda a região metropolitana, medida que deve ser rateada, posteriormente, de modo proporcional entre os municípios de Aracaju, Nossa Senhora do Socorro, São Cristóvão e Barra dos Coqueiros, os quais estão consorciados, juntamente com o Governo do Estado, para gestão do transporte público na Grande Aracaju. “Vamos continuar trabalhando para que, a partir do Consórcio, possamos melhorar o sistema, renovar a frota e fazer a licitação do serviço, que é o nosso compromisso com a população. Com isso, já no próximo ano publicaremos o edital para a licitação do transporte público, e esse subsídio nos permite dar passos importantes nesse sentido”, salientou o prefeito.
Conforme a lei que concede o subsídio tarifário, a Prefeitura de Aracaju fará um aporte mensal de R$1,3 milhão até dezembro deste ano, retroativo ao mês de outubro, e de R$1,6 milhão por mês, de janeiro a dezembro de 2024, totalizando R$24 milhões. A segunda lei sancionada pelo gestor garante a prorrogação do custeio temporário da gratuidade da passagem para pessoas com deficiência e seus acompanhantes; e a terceira lei que entra em vigência no município mantém a redução da alíquota do ISSQN para as empresas do setor, medidas implementadas há dois anos e que representam, para os cofres municipais, um impacto mensal superior a um milhão de reais.
“Para que pudéssemos sancionar hoje essas importantes leis, contamos, mais uma vez, com o apoio dos vereadores da nossa cidade, que entenderam a relevância e aprovaram os projetos de lei que encaminhamos para a Câmara com a finalidade de subsidiar o transporte público da Grande Aracaju e garantir o equilíbrio financeiro do sistema”, destacou o prefeito ao agradecer os parlamentares pelo empenho e celeridade para aprovação destas leis.
Superintendente municipal de Transportes e Trânsito de Aracaju, Renato Telles afirma que, com esse subsídio será possível, já a partir de janeiro, assegurar a melhoria da frota, por meio da aquisição inicial de 20 novos veículos para melhor atender a demanda da população. Ele ressalta ainda que as novas leis, além de permitirem o congelamento da tarifa e o equilíbrio financeiro do sistema, asseguram a continuidade da gratuidade para pessoas com deficiência e seus acompanhantes no transporte público, “um benefício que implementamos em 2022 e que mantemos este ano e vamos dar continuidade também em 2024”, frisou.
**PUBLICIDADE



Capa do dia
Capa do dia



**PUBLICIDADE


**PUBLICIDADE
Publicidade