Domingo, 23 De Junho De 2024
       
**PUBLICIDADE
Publicidade

PRF/SE deflagra operação de combate exploração sexual de crianças/adolescentes


Publicado em 21 de maio de 2024
Por Jornal Do Dia Se


AGENTES DURANTE FISCALIZAÇÃO (Divulgação)

Em alusão ao Dia Nacional de Combate ao Abuso e à Exploração Sexual de Crianças e Adolescentes que ocorreu no último sábado (18), a Polícia Rodoviária Federal em Sergipe (PRF/SE) intensificou as ações da Operação Domiduca durante o mês de maio. A ação teve como objetivo reforçar o combate à exploração sexual de crianças e adolescentes (ESCA) nas rodovias federais do estado, priorizando a identificação e o resgate de jovens em situação de vulnerabilidade.
Ao longo da Operação, a PRF/SE realizou uma fiscalização estratégica em pontos mapeados e considerados como áreas críticas para a exploração sexual. Bares, postos de combustível, casas de prostituição e outros estabelecimentos localizados à margem das rodovias federais foram vistoriados pelas equipes policiais.
As ações resultaram no alcance de mais de 1.000 pessoas, com foco no viés educativo da campanha, além do resgate de três jovens em situação de vulnerabilidade. Em uma das ocorrências, um adolescente foi flagrado, de madrugada, em ambiente com pouca iluminação e consumindo bebidas alcoólicas. Em outro momento, também durante a madrugada, duas crianças foram identificadas participando de jogos de adultos. Diante dos fatos, o Conselho Tutelar foi acionado para acolher os jovens e suas famílias, garantindo acompanhamento e proteção imediata.
Desde 2003, a PRF desenvolve o Projeto Mapear em todo o país, com o objetivo de realizar levantamento detalhado dos pontos vulneráveis à exploração sexual de crianças e adolescentes às margens das rodovias federais. São elaborados relatórios bienais detalhando as ocorrências e identificando áreas com características que as tornam propensas à prática desse crime, conhecidas como “características vulnerabilizadoras”.
A PRF ressalta a importância da denúncia para qualquer movimentação ou exposição de crianças e adolescentes em estado de vulnerabilidade. A população pode colaborar no combate à ESCA através dos seguintes canais:
– 100, em casos de violação dos direito humanos;
– 180, em casos de violência contra mulheres; e
– 191, número de urgência e emergência da PRF.
**PUBLICIDADE



Capa do dia
Capa do dia



**PUBLICIDADE


**PUBLICIDADE
Publicidade